SEJAM BEM VINDOS AO MEU BLOG, O OBJETIVO É FALAR DAS EXPERIÊNCIAS QUE TENHO AO LONGO DOS MEUS DIAS, AQUI SABERÃO UM POUCO DE MIM, DO QUE PENSO E DO QUE ACHO QUE SEI, BOA LEITURA E DIVERSÃO.

sexta-feira, 30 de outubro de 2009

MAIS UM RECORDE >> NO MÊS DE OUTUBRO TIVEMOS 157 POSTAGENS.

PARA RIR:


DIVERSÃO COM RESPONSABILIDADE...


MÚSICA DO DIA:

RACIONAIS MC´S >> MENTE DO VILÃO

Fértil como a terra preta é a mente do vilão
Quem vem lá, seis função vindo de galachão(peraê)
Você não sabe de onde eu vim
Você não sabe o que é sofrer
Cosa Nostra tá chegando aí
E todo mundo vai saber.
Pode par que não dá ímpar, sou Du Bronk's
Entre lobos e hienas passo á vonts
No volante do fusquinha essa é a visão
Coleta das verdinhas dividindo o pão
Febre da ZS, vida gangsta
Rimas e brilhantes, Cosa Nostra
Perigo do caraio, a vida é passageira
Chega de ensaio, a cena é verdadeira
A banda é a Black Rio, a musica traz a sorte
Representa Brown, chega Don Pixote
Do lado dos monstrões, Willian Magalhães
Nessa qualidade vem alguns milhões
Não sabe de onde eu vim, talvez não vai saber
O Rosana tá aí, agora é pra valer..
Vamo caminhando observando, tenho uns planos, recrutando
Na terra da garoa tá lucrando
Andando contra o vento, vou vivendo um clima tenso
Revolver na cintura de All Star e lenço
A Cosa Nostra vem, só pra contar as de cem
O bang loko tá aqui, com a Black Rio zen
Alguns pipocas vem, a arma tá sem trava
Sem silenciador pra oureiada, vai pras nuvem
Em campo de novo, pode vir, tem vitória
A maioria é o povo, só quer fazer o bem
Nego faz refém, os branco que aqui tem
Só pega o que tá dentro da mala sem ferir ninguém
Salve FEBEM, me inspiro com o Wu Tang
Canta a realidade das ruas que te leva além
É o fim que vem, tipo o Ryu e o Ken
Quem representou bem, demonstrou ter coragem
'Você não sabe de onde eu vim...
E no principio era trevas, no inicio do inicio
Um cego leva uma leva a um passo do precipício
Não de som nem de erva, louco de solidão
No principio era trevas, Malcom foi Lampião
Lâmpadas para os pés, negros do dois mil e dez
Fã de mmia Abu Jamal, Ósama, Sadan, Al-Qaeda, Talibã, Iraque, Vietnã
Contra os boys, contra o GOE, contra a Ku-Klux-Klan
E o Japan de manhã, dando um Pelé nos Rocam
Pé-de-porco é pé frio, dos seis é meia de lã(hã,hãhahã,hã,hã)
E o blunt é de maçã, tá firmão, tá suave, sem flagrante na nave
Sou crioulo, sou chave e elas gostam assim
Não ando sozinho, sabe, tenho vários por mim
Olha! Enquadraram os patrícios, vixe, o molho azedou
Abandonaram o Peugeot, pularam o muro a milhão
Só se for, vai que vai, os moleque é zica carai, dá trabalho né?
Na selva a gente é o que é, porque não tem alarme bom quando o bom ladrão quer
Vocês dão taça de veneno e quer suflair?
Fértil como terra preta é a mente do vilão,
Quem vem lá, seis função vindo de galachão
O coração da quebrada percorrendo as artérias
Vão, vão, nunca em vão, espalhando os sonhos em grãos
Na contenção sem férias, nem cor, nem close, um alvo sem pose
Magrelo chavão desde os doze
Meu país demonstrou vergonha de ter minha cor(hã,hã)
Seus cuzão, né pra qualquer um mesmo não
Enquanto a vanguarda negra e a vã, filosofia sã
Fundão, meu divã
Inédito tenha fã, preimer, não durma no barulho
É a Banda Black Rio na porra do bagulho.
Você não sabe de onde eu vim
Você não sabe o que é sofrer
Cosa Nostra tá chegando aí
E todo mundo vai saber.

FRASE DO DIA:

SÓ VEJO MALDADE EM ALTA VOLTAGEM.

30 de Outubro de 2009

Como não escrevo aos sábados, fecho hoje a conta do mês de Outubro, espero ainda bater o recorde de postagens do mês passado, mas não vou forçar conversa aqui.
Não sou a Fernanda Young mas tem muita coisa que me irrita, até já fiz um texto relatando isso aqui há algum tmepo, mas resolvi escrever sobre o tema de novo e acrescentar algumas coisas em ordem alfabética.
Me irrita água quente, atrasos, abusos, antena mal regulada e alienação
Bobeiras e besteiras ditas, babaquices, BOPE e bajulação,
Cerol nas pipas, comida fria, camarão, ciumes, chatos, casa suja, Chris Brown e casos antigos,
Disse me disse, Darwinismo, dor de barriga, deputados, direitos não respeitados e deveres não cumpridos
Escova de dente suja, estudantes que não estudam, escolas que não ensinam, enjoos, ex- namoradas e os exs dela também.
Me irrita foda mal dada, falar dos outros sem motivos, faca cega, fila de banco e futilidades
Gol do adversário, goteiras, gambiarras, gente lerda, Galvão Bueno, Garotinho, gatos e gambés,
Homem que não é homem, hérnia, herpes e humilhações,
Internet lenta, improvisos, idas e vindas e insatisfação.
Me irrita jabá, jurar, jogar mal e jantar sozinho,
Leite azêdo, Latino, latidos na madrugada, larica, locutores ruins
Mulher fácil, marrentos, mortes, Ministério Diante do Trono, motorista ruim, Milly Lacombe e Malhação,
Nariz entupido, nata, Neto como comentarista e neuroses.
Me irrita orkut falso, ovo cozido, ovos doloridos e óculos com grau errado,
Pneu furado, papo torto, pedófilos, porrada em estádios, pimenta e peidar fora de hora,
Quantidade que não signifique qualidade, quebra de regras e quebra cabeças,
Racismo, Rodrigo Faro, roubos, Rosinha, refrigerecos, Rede Globo, revista Veja, ratos e ratazanas,
Senadores, spans, Sérgio Cabral, sogra, sinusite, suco sem açucar, sono interrompido e sonhos ruins.
Toque retal, trairagens, traições, telefone ocupado e telefone sem crédito,
Usurpação, ultrajes e união por interesses,
Vaidade excessiva, vândalos, vacilos e votar
Zuação fora de hora, zumbido de mosquito, Zezé di Camargo e Zeca Camargo.
Terminei, mas eu também me irrito quando esqueço de algo.
No mais um bom dia e um bom de semana.

quinta-feira, 29 de outubro de 2009

MARCELO D2 >> ELA DISSE

PARA RIR:




JOGO LIMPO

Olá amigos, temos por enquanto um novo lider no Brasileirão, o São Paulo fez o seu dever de casa ontem ao vencer por 1x0 o Internacional, agora é secar o Palmeiras na noite de hoje contra o Goias, já o Flamengo que poderia entrar no G4, perdeu ontem após 10 partidas para o Barueri por 2x0, o time paulista jogou com desenvoltura e teve em Thiago Humberto o seu grande nome, no primeiro gol, ele deu um lençol no zaguerio Álvaro e deixou Val Baiano sozinho na cara do gol, Bruno ainda salvou muitas bolas, mas no segundo tempo o autor do primeiro gol retribuiu a gentileza e se aproveitando dos espaços na defesa adversária deixou Éverton de cara pro gol e ele fechou o caixão rubro negro cuja a atuação foi decepcionante para a sua torcida que compareceu em maior número que as dos donos da casa, o time rubro negro que veio com um esquema bem diferente do habitual, sentiu e muito a falta de Petkovic, agora é tentar recuperar-se no fim de semana e reaver uma melhor posição na tabela já que com a derrota foi ultrapssado pelo Cruzeiro que virou pra cima do Santo André.
Já o Botafogo venceu ontem o Nautico com mais um pênalti arranjado pelo juiz, o gol que saiu já no fim do jogo, foi mais um pênalti mal batido, dessa vez por parte de Juninho, o gol aliado a vitória do Cruzeiro no Mineirão, tirou o time da zona de rebaixamento mais uma vez, o time alvinegro tem que segurar o pé e parar de dar sopa pro azar.
Hoje a noite no Maracanã, o rebaixado Fluminense enfrenta o bom time do Atlético MG, o Galo vai pra cima desconsiderando o fato de ser visitante, pois se vencer, poderá chegar a liderança.
SUB- 17:
Amanhã as 16h, a seleção de meninos do Brasil joga sua terceira partida no Mundial da categoria que está sendo disputado na Nigéria, o time precisa vencer de qualquer jeito a Suiça para buscar uma vaga na próxima fase, a situação ficou complicada devido a derrota surpreendente para o México na partida passada.
CONVOCAÇÃO:
Dunga traz para os dois últimos amistosos do ano, novos nomes e novas possibilidades, mostrou na convocação para os jogos contra Inglaterra e Omã que já tem muita gente definida e que algumas dúvidas pairam na lateral esquerda, uma na zaga e uma no ataque.
As ausências mais que sentidas na minha opinião são as de Diego da Juventus que tá jogando muito e a de Ronaldiunho Gaucho que é bem melhor do que Julio Batista, Josué e Gilberto Silva juntos.
Por hoje é só. Até segunda.

MÚSICA DO DIA:

FRUTO SAGRADO >> INVOLUÇÃO

Nossa geração cresce e vive na era da incerteza
Onde o progresso destrói ao invés de ajudar
A poluição mental invadiu nossos corações
Ambição, medo, inveja, violência,
Involução total, degradação espiritual
Involução total...total!
Idealistas não conseguem nos livrar
Tentam mudar o quadro negro que pintamos
A poluição mental invadiu nossos corações
Ambição, medo, inveja, violência,
Involução total, degradação espiritual
Involução total...
Meu Deus, ah, meu Deus, só você é capaz
De mudar a história do homem
A nossa visão, o destino do mundo
Você é e faz a revolução do amor
Só você é capaz de acabar com essa regressão
Revolução do amor... Amor
A cura pra nossa geração
A cura... total!
Não é um sonho!
Nem fantasia... não é uma onda passageira...

FRASE DO DIA:

QUEM ME CUROU, FOI O ETERNO REDENTOR, PAI DE JESUS, O SALVADOR.

29 de Outubro de 2009

Vamos hoje questionar, avaliar e pensar sobre a nossa geração atual de jovens, geração que é criada e formada pela internet, que segue cegamente conceitos dos mais variados e muda constantemente de opinião de acordo com os fatos, estações do ano ou mesmo se for vantajoso.
Nossa geração segue com cabresto o que ditam nos meios de comunicação, sejam eles ouvidos, assistidos ou impressos, uma geração descatável que pensa pouco no futuro já condenado pela atitudes impensadas do presente e eu falo disso em todos os sentidos.
Nas questões financeira e profissional, procuramos hoje as profissões que nos darão dinheiro e não as que nos dão prazer, talvez seja por isso que muita gente vive a reclamar do trabalho que executa e vive consequentemente insatisfeito, não demora e a depressão toma conta, muitos dessa geração acham que o dinheiro compra tudo, inclusive a liberdade muitas vezes ameaçada por atos repugnantes.
Na área fisica, existe o culto ao corpo e a magreza, mas muitos infelizmente tomam bomba ou outras substâncias para antecipar fases que mais tarde trarão problemas sérios. Para essa geração atual, a imagem vale mais que caráter, sem falar que o dialogo foi deixado de lado, o bonito pra essa geração é bater, agredir e ofender.
Estudam sem muita vontade, acreditam muitas vezes que já sabem o suficiente, vão a escola ou universidade, até assistem as aulas, mas nada sabem. Possuem no máximo cinco assuntos que julgam dominar; carros, som, musculação, mulheres ou homens e pra fechar, as drogas.
Sentimentalmente estamos vendo crescer uma geração cheia de dúvidas e incertezas, há insegurança em tudo, talvez isso faça com que bebam e que consumam drogas das mais variadas.
Ainda no tema, nos relacionamentos essa geração troca de parceiro e parceira constantemente, acham bonito contar para os amigos e amigas quantos beijaram numa festa, criam entre um relacionamento ou outro, novos orkut e msn´s, se submetem a conceitos e ideias sem ao menos questionar, ao terminar uma relação querem já no dia seguinte recuperar o que julgam tempo perdido, começam um relacionamento novo sem fechar a conta ou ao menos avaliar o relacionamento passado, constroem em cima de escombros e lixos deixados e acumulados por relações fracassadas um novo castelo de areia, pena que sem alicerce mais dia ou menos dia, ruirá e cairá, ficando um vazio e um acúmulo de sofrimentos e frustrações.
Geração que não cria, que tudo copia, que apesar de tantas riquezas vive como mendiga, passa sede de frente pra uma fonte de água. Passa fome diante de um banquete oferecido pela vida todos os dias. Que não sabe e nem quer saber de nada, que não se prepara e que não se qualifica, que só menospreza quem corre atrás de suas conquistas.
Nossa geração é cheia de produtos fabricados pela midia, como separar o trigo do joio eu ainda não sei, mas creio que quem é bom se destaca, aparece e se coloca em evidência naturalmente, somos uma geração que prefere o temor ao invés de respeito, uma geração que vive com pressa e o pior, se distrai sem cinto com pegas, o bom é ser ilegal e rebelde, desprezando os mandamentos da Biblia e as leis da vida.
Somos uma geração aditivada e que entope o nariz, uma geração sem nexo cujo a lei é só sexo, uma geração sem vida que vive ao sabor do vento pra lá e pra cá, sem iniciativa, sem personalidade, sem identidade, sem ideolgia sem amor e respeito, sem um próprio conceito, uma geração de cara pra um computador e de costas pro mundo e pro que ele tem a oferecer.
Bom dia.

quarta-feira, 28 de outubro de 2009

EXTRAIDO DO BLOG >> HOMEM É TUDO PALHAÇO.

Alô criançada, Narinha chegou. Trazendo historinha pra você e o vovô.

Historinhas daquelas que a gente acha que só vê em novela, maaaaas ... em novela tudo é mais bonito e mais dourado, digamos assim. E as pessoas são super compreensíveis. Mas isso aqui ó .. é mundo real e estranho.
Quem segue o tuite do HTP pode mandar o título do post por lá. Como vamos chamar esse palhacinho?
Então é o seguinte: nossa protagonista, que já foi personagem desse distinto blog, me conta que conheceu um rapaz de boa profissão e família. Os dois viveram uma linda história de amor até a página 3 do livro. Literalmente até a página 3, porque a palhaçada veio tão rápido que nem deu tempo de render um capítulo todo.
Vejam que relato comovente:
"Fui a um bar dançante com umas amigas. Fizemos um pré na minha casa, onde começamos a esquentar os tamborins. Chegando à boate, fomos convidadas a fazer parte do aniversário de um dos caras que estava comemorando lá. Fomos até a mesa e descobrimos um grupo de pélas-saco, oferecendo chamapanhota 0800 para a mulherada. Apesar de achar bizarro, nos aboletamos no camarote do cara. De repente, vejo um malandrinho, que nem achei assim tão lindo de morrer, mas que chegou na maior elegância. Conversa vai, conversa vem, saquei que não estava proseando com uma topeira e resolvi dar uma chance ao destino. Ele era ótimo. Ficamos.
Alguns drinques a mais e estávamos no meu apartamento. Dormimos juntos, acordamos, tomamos café no melhor estilo casal. Fofo, fofo... No dia seguinte, ele mandou mensagem avisando que ia à praia (atencioso, não?). Quando voltou, combinamos de almoçar. Como somos vizinhos - esqueci de comentar isso - fomos andando, felizes da vida, casal apaixonadinho, até o restaurante. Almoço romântico, comidinha na boca, risadinha...
Saimos de lá e eu fui ao aniversário de uma amiga. Na volta, passei na casa do malandro. Vimos um filme e dormimos juntinhos, conchinha...
"Pausa para um breve comentário: está tudo tão lindo que estou quase às lágrimas, mas quero alertar as moças de plantão que esse lance de dormir de conchinha banalizou. Não é sinal de porra nenhuma.
Pois bem: fizeram xixi?
Pegaram a pipoca?
O bom começa agora ...
"Deitadinha na caminha dele, quase que pegando no sono, ouvi um sinal.
Ouvi mesmo!
Não era alucinação.
Fiquei na dúvida se era mensagem de celular ou de MSN. Fato é que o moço deu um pulo da cama e ficou uns 15 minutos em frente ao computador.
No meio da madrugada?
Achei estranho... Mas fiquei na minha.
No dia seguinte, vi três escovas de dente no banheiro, sendo que ele mora sozinho.
Ops! Achei suspeito... Como você mesma diz, os sinais!
"Caraca! Enfim alguém me ouve nessa vida!"
Voltei para casa, pois tinha de trabalhar.
Fomos juntos pela rua, mais uma vez, casal apaixonado da Zona Sul carioca...
Trocamos novos torpedos e marcamos de jantar".
Putz ... ignorou os sinais ...
"Jantamos, trocamos carinhos e elogios. Voltei para a casa dele. Deitamos para ver TV, cena romântica, beijo aqui, beijo ali, a coisa começou a esquentar... quando - súbito! - ele falou:
- Preciso te contar uma coisa, mas não sei nem por onde começar...
Putaquepariu!
Pulei da cama, já procurando meus sapatos, pronta para sair dali no melhor estilo Leão da Montanha. Enquanto amarrava os cadarços, disse:
- Já sei. Você tem uma namorada que mora no exterior. E naquele dia estava falando com ela no computador.
- Na verdade, ela mora aqui ..."SENSACIONAL!!!!"- ... mas está no exterior de férias.
- Então seu namoro está uma merda?
- Não é bem isso...
Tive de completar: - Então você é um escroto, mesmo?
Chegou em mim, fez toda essa cena de bobeira?
"Ele tentou (!?!?!?!) se explicar. O que por si só já é inacreditável. Mas fez cara de apaixonado e disse que não queria me perder!!!! Que não aguentaria saber que eu poderia estar nos braços de outro homem!!!!!! Que estava mega envolvido comigo!!!!!!!Perguntei se ele não tinha vergonha dos porteiros, nem das pessoas que nos viram na rua.
Ele mandou: - Eu vou conversar com os meus porteiros e eles não vão falar nada - depois emendou
- Ela é uma pessoa muito legal, me deu muito apoio em uma época dificil da minha vida...
Paciência tem limite, né?
A cara de pau dele parece um poço sem fim, mas vai dar meia hora de bunda antes que eu me esqueça. Fui!
Num espasmo de cavalheirismo ele disse que me acompanharia.
Ok. Já era tarde e eu não ia gastar um centavo de táxi por causa dele.
Silêncio absoluto durante o caminho. Chegando a minha portaria, olhei para a cara do palhaço e lancei:
- Querido, sou uma pessoa muito maneira e uma mulher incrível. Não mereço passar por isso. Virei as costas e entrei no prédio.
No dia seguinte, ele mandou vários torpedos, pedindo desculpas, dizendo que eu sou incrível (dã!) e que ele não deveria ter me proposto ser amante (?!?!).
No final, disse que gostaria de ser meu amigo".

MÚSICA DO DIA:

MV BILL >> O BAGULHO É DOIDO

Sem cortes
Liga a filmadora e desliga o holofote
Se quer me ouvir, permaneça no lugar
Verdades e mentiras, tenho muitas pra contar
Doideira
Fogueira à cada noite pra aquecer
O escuro da madruga que envolve o meu viver
Não sou você...Também não sei se gostaria ser
Ficar trepado no muro
Se escondendo do furo
Não me falta orgulho
Papo de futuro
É nós, que domina a cena, bagulho de cinema
A feira tá montada, pode vir comprar
Eu vendo uma tragédia, cobro dos comédias, 16 é a média
Deus tá vendo, eu acredito
Sou detrito que tira o sono do doutor
Seria o Jason, se fosse um filme de terror
Desembassa, saia na fumaça
O bonde tá pesado e você tá achando graça
Tipo peste, tá no sudeste, tá no nordeste, no centro-oeste
Teu pai te dá dinheiro, você vem e investe no futuro da nação
Compra pó na minha mão, depois me xinga na televisão
Na seqüencia vai pra passeata levantar cartaz
Chorando e com as mãos sinalizando o símbolo da paz
O bagulho é doido
Não tenta levar uma
Não vem pagar de pan, se não for porra nenhuma
Deus ajuda que eu fique de pé no sol e na chuva
A pista tá uma uva
Pretendo ser feliz com um rádio transmissor e uma glock numa Honda Biz
Um trago no cigarro
Um gole na cerveja
E sou destaque no outdoor que anuncia a revista 'VEJA!
'"Se eu morrer.. nasci outro que nem eu ou pior, ou melhor..."
"Se eu morrer eu vou descansar.."
"Ah, sonhar! Nessa vida não dá pra sonhar não..."
"Amanhã não sei nem se eu vou tá aí"
Veja que irônia e que contradição
O rico me odeia e financia minha munição
Que faz faculdade, trabalha no escritório
Me olha como se eu fosse um rato de laboratório
Vem de Cherokee
Vem de kawasaki
Deslumbrado com a favela
Como se estivesse vendo um parque de diversões
Se junta com os vilões
Se sente por um instante, Ali-Cuzão e os 40 ladrões
Se os homens chegassem e nós dois rodasse
Somente o dinheiro iria fazer com que eu não assinasse
Pra você? Tá tranqüilo
Nem preocupa, sabe que vai recair sobre mim a culpa
Me levam pra cadeia, me transformam em detento
Você vai para uma clínica tomar medicamento
Imagine vocês se eu fizesse as leis
O jogo era invertido
Você que era o bandido
Seria o viciado, aliciador de menor
Meu sonho se desfaz igual o vento leva o pó
Big Brother da vida de ilusão
Nós se ama, se prende, se precisar, mandamos pro paredão
Com bala na agulha, cada um na sua
O meu dinheiro vem da rua, um bom soldado nunca recua
A droga que você usa é batizada com sangue
É mais financiamento
Mais armas
Bang-bang
Corre igual um porco para não ficar 'sós'
Fica todo arrepiado quando ouve alguém falar que É NÓS
"É muito esculacho nessa vida..."
Já vou ficar no lucro se passar de 18
Depois que escurece o bagulho é doido
O mesmo dinheiro que salva também mata
Jovem com ódio na cara
Terror que fica na esquina
Esperando você chegar
Se passar de 18
Depois que escurece o bagulho é doido
O mesmo dinheiro que salva também mata
Jovem com ódio na cara
Terror que fica na esquina
Esperando você...
Aos 47 você vem falar de paz
Tem um maluco que falava disso hà 15 anos atrás
A bola do mundo me deixou na mira dos policiais
Sou notícia sem ibope na maior parte dos jornais
Quem sou eu?
Eu não sei
Já morri
Já matei
Várias vezes eu rodei, tive chance e escapei
E o que vem?
Eu não sei
Talvez, ninguém saiba
Eu penso no amanhã e sinto muita raiva
RELAXA..
Não tenta levar uma
Se não vou ter que dar baixa
É o certo pelo certo, o errado não se encaixa
Não usa faixa
Idade certa
Cidade Alerta
O alvo certo, a isca predileta
Tipo atleta correndo pela esquina
Assusta o senhor mas impressiona a mina
Se liga, que legal
Meu território é demarcado
Eu não atravesso a rua principal
Bacana sem moral
Liga pro jornal e fala mal
Viu a foto do filhinho na página principal
Não como vitima mas como marginal
Fornecia pros playboys e vendia parafal
Mesmo assim eu continuo sendo o foco da história
Momentos de lazer eu carrego na memória
Se a chapa esquentar
E os fogos não estourar
Depois que amenizar
Alguém vem pra me cobrar
Você sabe o que isso representa
Seu vicio é que me mata
Seu vicio me sustenta
Antes de abrir a boca pra falar demais
Não esqueça
Meu mundo você é quem faz..
"Tenho uma irmã de 5 anos.. de 6 anos..
fico pensando se eu morrer assim, mané..
minha irmãzinha vai ficar como... triste!"
Já vou ficando louco se passar de 18
Depois que escurece o bagulho é doido
O mesmo dinheiro que salva também mata
Jovem com ódio na cara
Terror que fica na esquina
Esperando você chegar
Se passar de 18
Depois que escurece o bagulho é doido
O mesmo dinheiro que salva também mata
Jovem com ódio na cara
Terror que fica na esquina
Esperando você...

FRASE DO DIA:

O HOMEM TOLO E ATEU DIZ QUE DEUS NÃO EXISTE.

28 de Outubro de 2009

Continuamos o assunto de ontem no dia de hoje, é um assunto que dá muito pano pra manga, terminamos ontem com a constatação e avaliação de que filho de rico é doente, coitadinho e tal. Já o filho do pobre é marginal, tem indole suspeita e seu metiê é cercado de gente assim.
Posso citar mais dois casos sobre as drogas que tomaram a nossa tv nesta semana, um é do ex-cantor, ex- tudo Rafael Ilha, um cara que participou de um grupinho daqueles inventados por Gugu(Augusto Liberato) e que fez um relativo sucesso em uma certa época. O tal do Rafael se empolgou com a fama e o seu ´´talento`` que sempre teve dia e hora pra terminar, porque artista assim é limitado e deveriam ser avisados e preparados por produtores e empresários para lidar com o fim do sonho, pois gente assim como a pessoa citada, que tem música(se é que podemos chamar aquilo que ele fazia ou tentava fazer disso) e sua conduta descartáveis não vão muito longe em nada se não tiverem um cara com muita grana por trás para injetar grana e assim comprar opiniões e fazer com que seus projetos musicais e consequetemente a fama continuem na crista da onda. Rafael Ilha da fantasia não segurou a onda e entrou pro mundo das drogas infelizmente, que Deus me perdoe porque eu tenho filhos e ainda vivo, mas acho com certas doses de certeza que muito do que ele faz, é para chamar a atenção da midia e se manter no foco de uma atenção vã. Ele não é humilde, é um cara arrogante que se acha certo até nessas horas, muita gente já tentou ajudá-lo, mas o que ele quer realmente é a volta da fama e isso é impossivel nos dias atuais, fora as páginas policiais.
Um outro caso é na novela Poder Paralelo da Record, cujo o tema da novela gira em torno de uma briga de mafiosos, Rudi personagem do ótimo ator Petrônio Gontijo é um cara que tem dinheiro fama, mulheres, mas é manipulado o tempo todo devido a sua dependência quimica, sua familia exceto a sua mãe, já o colocou para fora devido as suas crises e ataques causados por excesso de drogas, um retrato verdadeiro do que a droga faz com a pessoa e a familia que também vira de forma indireta refém de tudo e sofre com todas as consequências e não adinta dizer que isso se normaliza ou se estabiliza, o viciado quer ser sempre mais e mais, ele não tem limite, não tem controle. Como diz uma músca que ouço muito do Dj Alpiste ´´Aquilo que você domincava agora te dominou.``
Querem a liberação e citam os Estados Unidos como um exemplo para a liberação, mas esquecem que lá o sistema de saude é bem melhor que o daqui, muitos bem intencionados em esconder a falta de tato, talento e competência de nossas autoridades, já citaram a Holanda como um exemplo de sucesso mas se esquecem que se trata de um pais de 1º mundo na qual as pessoas tem outro nivel de educação e sustento. Uma outra coisa que vale a pena citar e relatar que liberdade muitas vezes é confundida com libertinagem, na qual muita gente vai usar das drogas para agredir as pessoas que não usam, um exemplo: é a situação que muitos vivem com a liberação sexual, não tenho nada contra quem é homossexual, bi ou demais variações, tenho amigos e conhecidos assim, mas dai achar que todo mundo tem que aceitar beijos, caricias em público na minha cabeça é demais, nem entre sexos opostos se aceita exageros, quanto mais com pessoas do mesmo sexo, creio na máxima que o meu direito termina quando começa o seu e até as liberdades que temos devemos saber usar com prudência e sabedoria, na minha concepção e ótica muitos não sabem como agir e se comportar, acabam contribuindo para o aumento das criticas e do preconceito.
Hoje não é mais raro, mesmo sem a liberação, ver gente nas ruas fumando, cheirando, consumindo vários tipos de drogas em plena luz do dia, perto de escolas e afins. Muitos usam disso para agredir de verdade a sociedade sem motivo algum.
Sinceramente eu não acredito nem em discussão por tal causa, se esse pais é o tal pais do futuro como muitos dizem e vendem essa imagem, eu afirmo que não quero meu nome e nem meus filhos ligados a uma geração de viciados e escravos das drogas.
Acho que eu não suportaria ver um filho meu enveredado por esse caminho, prefiro vê-lo morto do que vê-lo como um cadáver vivo a vagar, mendigar exposto a doenças e demais tipos de violência.
A droga pelo nome que tem, já diz tudo.
Vamos buscar soluções para isso na educação, no esporte, na qualificação e é claro, na informação..
Bom dia.

terça-feira, 27 de outubro de 2009

A POLICIA AGE EM CIMA DE PRESSÃO >> DEPOIS DE SOLTAREM, VOLTARAM A PRENDER.


Foi preso na noite desta segunda-feira, pela Polícia Militar, um suspeito de envolvimento no assalto que terminou com a morte do coordenador de projetos sociais do grupo AfroReggae, Evandro João da Silva, na madrugada do dia 17 de outubro, no centro do Rio de Janeiro. As informações são da Polícia Militar. O suspeito estava próximo ao local do crime e seria morador de um prédio abandonado no centro da cidade. Ele foi levado para a 1ª Delegacia de Polícia (Praça Mauá), onde o caso é investigado.

RACISMO >> DENUNCIE >> INFELIZMENTE JÁ ESTÁ SOLTA


ESSA É A EDINA >>

O 3º sargento da Polícia Militar (PM) Fernanda Martins, lotado no 8º Batalhão de Polícia Militar (BPM) em Campos, foi vítima de racismo na madrugada de ontem durante uma festa que acontecia no interior da Fundação Rural de Campos. Em entrevista ao O Diário, ela disse que não perdoa a estudante de Direito Edina Geigila Marques Ferreira, 32 anos, que foi autuada em flagrante na 134ª Delegacia Legal (DL/Centro) por injuria racial. Segundo a oficial, Edina, ao entrar no estabelecimento, não permitiu que um segurança revistasse sua bolsa. A cena foi vista pelo sargento que se apresentou como militar para a estudante, na tentativa de fazer o procedimento legal. Foi quando Edina ofendeu Fernanda, chamando-a de “negra e favelada”. “E ela repetiu essas palavras várias vezes na frente de muita gente. Disse, ainda, que eu iria morrer negra e favelada”, contou.


Fernanda estava acompanhada do filho e afilhado que presenciaram as ofensas. “Nunca passei por isso. Quando eu vi que meu filho estava vendo aquilo tudo, eu pedi que ele fosse embora para casa”, ressaltou o sargento, informando que, no momento da confusão, a acusada disse que tem terceiro grau completo em Direito na tentativa de inibir a policial, mas apresentou na delegacia a carteira de estagiária da Ordem dos Advogados do Rio de Janeiro (OAB/RJ) vencida.
Duas testemunhas depuseram na delegacia em favor da policial, que foi amparada juridicamente pela Associação do Grupo Integrado de Amigos Militares e Civis (AGIA). O órgão apresentará uma ação civil ao Ministério Público (MP) por reparação de danos morais. Edina se reservou ao direito de apenas falar em juízo. Na delegacia, ela foi autuada no artigo 140, parágrafo terceiro, combinado ao artigo 141, III, do Código Penal (injúria por discriminação racial), crime inafiançável e a pena varia de um a três anos. Ela foi conduzida para o anexo feminino do Presídio Carlos Tinoco da Fonseca, no Centro de Campos.
XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX
Graças a um alvará de soltura, emitido ainda na noite de domingo, a estagiária em advocacia, Edina Geigila Marques Ferreira, 32 anos — que foi detida por injúria racial contra uma policial militar, na madrugada de domingo em Campos — foi liberada da prisão. Mas mesmo com a liberação, o inquérito prossegue na Justiça.

Edina foi detida em após ofender com palavras racistas a 3ª Sargento da Pm do 6º Comando de Policiamento de Área (CPA), Maria Fernanda Martins Ventura, no momento em que tentava entrar em uma boate localizada na área interna do Parque de Exposições da Fundação Rural de Campos. A ocorrência terminou por volta das 15h de domingo.

DEU NO JORNAL...



FALTA DE EDUCAÇÃO...ESTACIONA NA PASSAGEM DE DEFICIENTES PARA IR A IGREJA

UMA FRASE QUE ME FEZ PENSAR...

"A RAZÃO DOS CÃES TEREM TANTOS AMIGOS, É QUE MOVEM SUAS CAUDAS MAIS QUE SUAS LINGUAS."

MÚSICA DO DIA:

MV BILL >> TESTEMUNHO

Boca ressecada, coração acelerado
Reflexo no espelho, homem desesperado
Mais um drogado a noite inteira alucinado
Maltrapilho, abandonado, vivendo isolado
Se é que podia chamar isso de viver
Vegetava sem ver minha filha crescer
O amanhecer do dia me incomodava
Todo sujo nem me arrumava
Eu não me preocupava comigo
A maior parte do meu tempo vivia escondido
Porradão de dez, de cinco, de três
De dia trabalhava, a noite só mais um freguês
Dinheiro evaporava, débito no banco
A maior parte do salário virava pó branco
Constantemente minha patroa reclamava
Que eu cheirava todo dia e a tempo não a amava
Se esforçava, queria me ajudar
Me jurava de abandono se eu não conseguisse mudar
e voltar a ser um chefe de família
Dar atenção para minha mulher e carinho a minha filha
A mesma que eu humilhei no dia que cheguei
Pancado, eu peguei seu quadro e quebrei
Ou da vez que eu alarmei a favela
Acho que sujei o nome dela
Dei mole, me tornei um cara infeliz
Meu raciocínio toda via, via meu nariz
Não pensei em quem estava ao meu redor
Transformei meus familiares em reféns do pó
Viciado, comecei ainda de menor
Junto com os amigos e fiquei simplesmente só
Me entorpecia e me sentia mais potente
Depois sem potência em decadência virei dependente.


Foi a vida bandida, espero te encontrar em outro lugar


Minha sogra levou meu nome pra igreja
Eu ficava no bar com conhaque e com cerveja
Tive a chance de uma vida normal
Com os amigos penetrei no caminho do mau
Desespero na cara, fila cheia
O sangue envenenado corria em minha veia
Quanto mais eu tinha, mais eu queria
Minha mulher não, não merecia(EH)
Alias ninguém merece
Um cara como eu fui e que do mundo se esquece
E entristece quem quer ver seu bem
Quando eu me transformava, não pensava em ninguém
Assim seguia, insistia a semana inteira
Minha moral foi reduzida a poeira
Geladeira, bicicleta, televisão
Tudo pro nariz acompanhado de uma depressão
De que forma ser um homem de verdade
Deixando meus parentes passarem por necessidades
Sem vaidade, grilado na mesa do bar
Cercado de mocinha querendo tecar
Sem pagar, tá ligado, isso compromete
Cafungar sem dindin custa um boquete
Putaria, sexo grupal
Fazendo sem vontade pra manter a minha pose de mau
Na real, cada dia mas sem graça
Foi numa dessas que levei gonorréia pra casa
Minha mulher gritava, como gritava
Eu me controlava, não tinha nem palavras
Derrota, onde meu rio deságua
Raiva passa, fica só a magoa
A vida corre e a ferida continuava aberta
Acordado a noite inteira com a mente sempre alerta
Endividado até o pescoço, vagando só no osso
Perdi minha fama de bom moço
Família foi embora, depois do meu juízo
Só não perdia meu vicio, que sacrifício
Que sacrilégio, sem privilégio, tenho que parar
Bastava um copo de cerveja "preu" voltar
E me entregar que nem brinquedo na mão do palhaço
Por causa disso eu já vi gente levar um balaço
No meio da lata, que violento
Minha pipa tá sem vento, sofrendo ao relento, morrendo
Se eu perdesse meu emprego ia ficar pior
Perdia a hora todo dia por causa do pó
Prometi várias vezes que ia parar
Mas tinha alguma coisa mas forte que vinha me buscar
Me sufocava, me ensurdecia
Me cegava, me acabava, me enlouquecia
Envelhecido no quarto escuro sem futuro
Minha cadeia era sem muro
Meu rosto traz a marca da noite mal dormida
Junto com as marcas das porradas que levei da vida
Processo de descida, passagem só de ida
Sem força pra montar a base que foi destruída
Sem valor, sem carinho e sem amor
Ser mais fraco que o vicio me fazia sentir mais dor
Não vejo rosto, não reconheço ninguém
Na multidão ouço uma voz dizendo amém
Era uma senhora de saia cumprida
Dizendo que o onipotente tinha planos pra minha vida
Me apontando, foi se aproximando, gelei!
Levou a mão até a minha testa, ajoelhei!
Falou que a solução dos meus problemas era Jesus
A partir desse momento eu comecei enxergar uma luz
Tive esperança, fiquei otimista
De ser um homem livre e virar artista
Terça, quarta e sexta culto na igreja
Na primeira fila tava eu pedindo mais firmeza
Mais certeza, mais distância do abismo
A luta era constante contra a força do meu organismo
Me tonteava, me deixava em alucinação
Os irmãos dizendo que aquilo era parte da provação
O inimigo me queria novamente
Escravizar minha matéria e dominar minha mente
Fui medicado, fui internado
Conversando com as paredes, numa clinica de viciado
Amarrado, injeção todo dia
Quem fugia apanhava e tomava banho de água fria
No dia a dia, lá se foi um mês sem cheirar
Fui visitado por um grupo chamado N.A.
Narcóticos Anônimos, alugaram um ônibus
Pra levar um grupo de pessoas como eu
Pra ver outros irmãos que eles ajudaram a vencer
Me apeguei a Cristo e fiz por merecer
Aquilo me afastava do circulo vicioso
Preenchendo cada vez mais o meu tempo ocioso
Entreguei meu coração ao Poderoso
No meu dia de batismo deixei meu pai morto orgulhoso
De cara limpa, protestante, consciente
Podendo receber a alcunha de ex narcodependente
Eu que pensei que minha vida tava morta
Agora eu sei que Deus escreve certo por linhas tortas
Ter de volta minha família ao meu lado
A mutação da minha vida me deixou maravilhado
As reuniões com N.A. foram importantes
As ruas convidavam minha carne a todo instante
Parte do meu corpo ainda esta contaminado
Mas passo a impressão de totalmente recuperado
Bem arrumado, recuperei meu laço
Hoje a arma que eu carrego é a Bíblia embaixo do braço
Fortalecer a corrente dos salvos
Ou enfraquecer a corrente dos fracos
Não me envergonho da minha história
Dou testemunho na igreja e palestra em escola
Toco a minha bola como se fosse o começo
Tive outra chance mesmo sem saber se eu mereço
Favela que eu entrava e ficava pancadão
Hoje eu entro pra fazer a corrente de libertação
Sem atenção, essa é minha missão
Convencer as outras pessoas a aceitarem a salvação
Glória a Deus, aleluia, na paz do Senhor
Prego a palavra do Altíssimo que é o Salvador
Amor, louvor, fé, esperança
Puro como sorriso de uma criança
Com a liberdade no meu punho
Meu nome não importa
Esse foi meu testemunho.


Foi a vida perdida
Espero te encontrar em outro lugar
Pois na vida bandida, são poucos que estendem a mão pra te ajudar
Foi querida, ferida, que Deus me ajude a te reencontrar.

FRASE DO DIA:

SE NÃO FOR PELO AMOR, VAI SER PELA DOR.

27 de Outubro de 2009

Continuo a falar no dia de hoje de questões que comecei a mencionar na sexta passada aqui no blog, já falei de escolhas, das nossas vontades e dos caminhos que escolhemos para seguir adiante pela vida, ontem falei das coisas que levamos para dentro de nossas casas e do tipo de educação que estamos dando a quem amamos de verdade. Citei coisas que assistimos, ouvimos e lemos que em nada contribuem para o crescimento, a gente fala muito de educação, mas que tipo de educação existe em músicas que falam de sexo como algo descartável e sujo?
Que fala de amizades como algo passageiro e sujeito a outros interesses como um rabo de saia ou uma barriga tanquinho?
Sei lá, eu também nem deveria estar surpreso ou indignado com o que eu vejo por ai, afinal de contas a Biblia é categórica ao dizer que o mundo jaz no maligno, agora de amnhã me surpreendo com um texto do conceituado Siro Darlan (http://www.cufa.org.br/in.php?id=2009/mat09_166) que propõe a liberação das drogas baseado num depoimento de um policial americano, bem, o Ministro da Justiça Tarso Genro propôs pena mais dura para os traficantes, mas e pro usuário que rouba os pais e pessoas na rua, que matam como foi o caso do músico de 26 anos antiontem no Rio, que destroi todo o ambiente familiar com um vicio que ele lê, sabe das consequências e mesmo assim embarca, o que ele leva, qual a parcela de culpa dele nisso tudo ??
Nenhuma???
Quem é que sobe o morro procurando drogas?
Quem é que bate no pai e na mãe diante do descontrole do vicio?
Por favor, vejam o filme do Spike Lee no qual o titulo tem algo a ver com selva, não me lembro o nome nesse momento, não desrespeito o usuario, mas ele tem culpa nisso tudo em que estamos vivendo sim, pois em algum momento nessa história ele foi fraco, fraco por entrar nisso por intermédio de amigos, fraco por ser curioso, fraco por achar que controlaria essa droga que varre a moral, os bons costumes, os sonhos, a saude, enfim, a familia. Já pensou se liberassem as drogas?
Já imaginou seu filho ou sua filha cheirando cocaina no chão da sala?
Ja imaginou seu filho ou filha queimando uma pedra no maior barato com seus amigos sem que ninguém censure?
E a conta depois, quem paga?
Quem pagará pelas sequelas nas crianças?
Quem herdará essa herança maldita?
Sabe, temos o mau costume de tapar o sol com a peneira, de jogar a poeira pra debaixo do tapete, é como muitos pais omissos hoje em dia fazem com os filhos que teem relações sexuais, ´´ É bem melhor minha filha transar em casa do que na rua sujeito a algum vândalo.``
Ingênuos????
Conte outra.
Como diz a música que postei ontem no meu blog, você já viu plantação de coca em grande escala em terreno de pobre?
Liberar as drogas por aqui é a real sentença de morte para a juventude desse pais que se gaba por beber, por se drogar, por se bombar e por ser ´´rebelde``, juventude essa que tem acesso a uma péssima educação, apesar de estar na internet boa parte do tempo, não lê e não se informa como deveria, só entende internet como orkut, msn, facebook, twitter, isso sem falar do nosso sistema de saude falido, bom vai ser para o rico que tem dinheiro para pagar clinicas e livrar os filhinhos criados a Sustagen da cadeia, e nós pobres ??
Condenação, perda de emprego, perda da familia e de toda a dignidade.
Para o rico, o seu filho usuario é um doente como o pai do músico de 22 anos disse ontem, sinceramente não me comove em nada, entrou porque quis.
Para os pobres só o sofrimento e na ótica dos ricos, o meu e o seu filho são vagabundos que já tem no DNA a péssima indole e tendência, portanto, falta igualdade nesse pais para tratar desses jovens, dois pesos e duas medidas existirão infelizmente enquanto o mundo for mundo, portanto não tem como liberar droga nenhuma.
Está se pensando no antes e durante, mas e o depois?
Os roubos em sua própria casa e nem os assaltos acabarão com a legalização ou você sustentará o vicio de alguém?
Continua...
Bom dia.

segunda-feira, 26 de outubro de 2009

LOCUTOR POR UM DIA >> DAYANA CRISTINA MENDES






PASSAGEM A R$ 1, 00 SIGNIFICA ÔNIBUS NOVOS? PNEUS CARECAS E LANTERNAS QUEBRADAS, FROTA SUCATEADA



MANCHETE DA SEMANA:

DEU NOS JORNAIS:



JOGO LIMPO:

Olá amigos, a caça ao lider Palmeiras segue e agora bem mais próximos, cinco times veem com mais clareza a possibilidade do titulo, estádios lotados e planos para uma Libertadores também já enchem os olhos da torcida, resultados heróicos como o do São Paulo ontem frente ao Santos, a vitória do Inter no Gre-Nal, a vitória incrivel do Flamengo contra o Botafogo e o arrasador Atlético MG em casa que se deu direito até de perder um pênalti no resutado positivo que conseguiu pra cima do Vitória. Esses times estão na briga e se o Palmeiras durante a semana não se acertar vai ficar pra trás.
Começando a coluna, vamos falar do clássico entre Botafogo e Flamengo, foi um jogo morno na qual se esperava mais dentro de campo e do público também que não lotou o Engenhão. Com um gol de Adriano numa jogada em que ele levou a bola usando do seu corpo e passou no meio de dois zagueiros bananas do time alvinegro, o rubro negro está há 3 pontos do lider Palmeiras. No segundo tempo, o Botafogo ainda teve a chance de empatar num pênalti inventado pelo juiz que Lúcio Flávio de forma bem displicente perdeu jogando nas mãos de Bruno a chance do empate. Como resultado negativo, o time alvinegro está na zona de rebaixamento com o mesmo número de pontos do Nautico e Santo André.
Falando de rebaixamento, o Goias chegou a colocar 2x0 para cima do tricolor carioca, mas deu uma mole e permitiu um empate que pode lhe custar o titulo e uma vaga na Libertadores, o Fluminense, que viveu um dia conturbado devido as declarações de Fred no Esporte Espetacular, correu atrás e reagiu conseguindo um empate que não adianta de muita coisa, foi o quarto jogo do tricolor sem perder, o que não vale muito devido a situação que o clube se encontra.
Já o Vasco que jogou para um público de mais de 50 mil pagantes no sábado no Maracanã, jogou para o gasto, mas tomou sustos desnecessários no fim da partida, a boa vitória pra cima do Bahia, aproximou ainda mais o time carioca do lugar em que nunca deveria ter deixado, o da série A. Sem Carlos Alberto, Paulo Sérgio, Coutinho que está na sub 17 e Ramon, o time teve dificuldades com as presenças inexpressivas de Êrnani e Fágner até o golaço que fez se aproveitando de uma falha na saida de bola do adversário, o time também perdeu muito em criatividade com a contusão na cabeça sofrida por Fumagali que tonto ainda permanceu bastante tempo em campo. O time só acordou com a entrada de Adriano que imprimiu maior velocidade e com a aproximação de Alex Oliveira que passou a articular as jogadas do time. De bom também, a volta dos novatos que estavam na seleção sub 20 e o golaço de Élton num voleio incrivel.
FIFA:
A entidade máxima do futebol quer providências e soluções imediatas para os constantes problemas que envolvem os jogadores atualmente, as lesões e fraturas na cabeça, estudam até o uso de capacetes como o do goleiro Cech do Chelsea -ING, muitos também dizem que essas lesões que agora estão na moda, toda semana tem uma, se deve ao melhor preparo fisico dos jogadores.
SUB 17:
A Seleção Brasileira com Neymar que marcou um golaço, Phillipe Coutinho e cia, ganharam e bem na primeira partida da competição frente ao bom time do Japão, não existe mais ninguém bobo no mundo da bola, o placar de 3x2 mostrou personalidade do nosso time de novatos que souberam segurar a pressão e administar o resultado.
Por hoje é só, Até quinta com mais uma edição.

MÚSICA DO DIA:

MV BILL - CAUSA E EFEITO
Hã...
Pouca coisa mudou
O responsável pela nossa tragédia
não assimilou que pra mudar é necessário mais que um discurso...
no percurso falei com gente estúpida.
Penso no que diz nossa bandeira,
fica em dúvida o que será que eles acham de nós
Que não sabemos falar?
Que não sabemos votar?
Há...
Nossa voz ta no ar
Por mais que eu tenha espírito de mudança
vejo contradições que me causam desesperança
Cansa ver tanta gente ignorante
Tratando gente humilde de forma arrogante
Deselegante ao lidar com a maioria
Que fala com sotaque de periferia
Na correria, sobrevivendo a covardia
Daqueles que nos retribui com antipatia.
A superação me emociona
Mas a apatia dos irmãos me decepciona
Vivemos da democracia que não funciona
Condição social que aprisiona
Vários vão a lona sentados na poltrona
Recebendo ordens que serão ditadas na telona
E nos deixam como herança uma verdadeira erupção de criança na minha lembrança
Não dá pra esquecer o que eu vi (na lembrança)
Não dá pra esquecer o que senti, percebi...
Que a policia continua sendo o braço governamental
Na favela discimina o mal
Com suas fardas e caveirões
A serviço daqueles que controlam opiniões, que roubam milhões, donos de mansões
Constrói a riqueza com a fraqueza de multidões
Tubarões...engolem o peixe pequeno
Não vejo plantação de coca no nosso terreno
Vai além...vejo plantações de vida de sonhos, de morte
Ferida que não cicatriza, que não ameniza
Se o clima tiver tenso a paz não se estabiliza
Pra mim é muito fácil de ser entendido
Sem educação vários de nós vão virar bandido
E a nossa pena não é branda
Perdemos a infância, a juventude
A fila anda, menos pra quem tem família com dinheiro
Que paga pelo erro do filho o tempo inteiro
Atitudes que eu não me identifico
Bateram na empregada só porque o pai é rico
Pai que vai a público falar de ética
Sem saber que o filho é envolvido com droga sintética
Vida frenética, fazendo merda pela rua
Com a certeza que a justiça é menos energética
Não é assim com a gente
Nova operação policial leva a alma de um inocente
Deixa a criança ferida com bala perdida
Mais punição como medida revelando a incompetência
Tenho complemento no refrão que há na sequência.
Combatente não aceita comando de canalha
Que a nós não respeita
Excluído, iludido
Quem nasce na favela é visto como bandido
Rouba muito, magnata
Não vai para cadeia e usa terno e gravata
Causa e efeito
Só dever sem direito.
A corrupção permite que atrocidade ultrapasse seu limite
Por mais que parte elite evite
Um afrogenocidio existe
Onde pessoas morrem por conta da cor
Com sobrenome comum não temos valor
Artista caô que fala de amor,
Não fecha com nós nem na hora da dor
Por isso eu faço do meu palco um pupito
Usando minha voz contra um Brasil que é corrupto
Impunidade fala mais alto,
Os homens de preto sobem o morro pra defender o asfalto
Que impotente, assistem a tragédia, no desnivel entre a favela e a classe média
Que tratam o guetto como se fosse a África
Numa distância que nem chega a ser geográfica
Distanciamento provocado pelo preconceito
Como se nascer aqui fosse um defeito
Não é!
É parte de um destino que você ajudou a escrever, quando não quis se envolver
Vem, vem aqui combater a consequencia de politica de ausência que resulta em violência
Se o foco não for mudado, não terão resultado e o ódio na juventude é uma tendência
Sem escola, sem escolha
Expectativa de vida até que o crime te recolha
Vários do lado do bem, são empurrados pro mal
Vitimas da convulsão social, país tropical, povo sensual
Fábrica de gente em condição marginal que não conseguem pensar,
Que não conseguem falar, parasitas não irão prosperar.
Combatente não aceita comando de canalha
Que a nós não respeita
Excluído, iludido, quem nasce na favela é visto como bandido
Rouba muito, magnata
Não vai para cadeia e usa terno e gravata
Causa e efeito
Só dever sem direito.