SEJAM BEM VINDOS AO MEU BLOG, O OBJETIVO É FALAR DAS EXPERIÊNCIAS QUE TENHO AO LONGO DOS MEUS DIAS, AQUI SABERÃO UM POUCO DE MIM, DO QUE PENSO E DO QUE ACHO QUE SEI, BOA LEITURA E DIVERSÃO.

quarta-feira, 31 de outubro de 2012

SAUDOSO SABOTAGE



SAUDOSO SABOTAGE


AOS FÃS E OUVINTES DO BLACK TOTAL

OUÇA E BAIXE O BLACK TOTAL 20 & 21 >>>>>

GRAVADO NO WBSL STUDIO

LOCUÇÃO E SELEÇÃO MUSICAL - WAGUINHO

PRODUÇÃO: WAGUINHO

NÃO CONTAVAM COM A MINHA ASTÚCIA...


OWLLLL!!!


IRÔNICO...


CONVITE:


CONVITE:


ASSIM ERA A CIDADE DE DEUS...


QUE CALOR!!!!


EUTONO...


EXTRAIDO DO BLOG - TE DOU UM DADO

A cara da discrição

Publicado por: Lele
No Ego, Solange Gomes conta do dia em que sofreu abuso de um pagodeiro na banheira do Gugu:
banheira Papanicolange
Que rolavam as apalpadas era óbvio e todo mundo via. Devia rolar dedo aqui dedo ali fácil, também. Mas enfiar a mão inteira "lá dentro" por baixo do biquíni enquanto se ouvia RUMBARUMBARUMBAREI e se tentava pegar o sabonete ao mesmo tempo?
A gente tá achando que não era pagodeiro, não. Era o McGyver disfarçado, Solange!

CAMPOS...

PORTA DOS FUNDOS:

SPOLETO (PARTE 3)


Quem acompanha o Kibe Loco (ou lê um dos nove entre dez veículos de imprensa deste brasilzão de meu Deus) conhece ou pelo menos já ouviu falar da ação publicitária mais sensacional do ano na internet esse ano: o famoso caso Spoleto.
Sim, sim… aquele que começou quando os donos da franquia ligaram para nos parabenizar por uma paródia e transformaram um possível limão numa limonada. Como? Encomendando para a Porta dos Fundos uma continuação que é, longe, o vídeo de maior sucesso e retorno da marca.
Pois bem. Essa história não poderia terminar. E é com muito orgulho que apresentamos, agora, a terceira parte desta saga. Senhoras e senhores, com vocês, Spoleto Parte III – Os Pratos…

Já podem decretar o lançamento de uma nova tendência, não?
E tome palmito!

EXTRAIDO DO KIBELOCO:

ALMIR GUINETO & MV BILL


SE FUFU ( FUTURISTA)

Soninha promete tatuagem de Lula se Haddad começar Arco do Futuro

30 de outubro de 2012 • 12h02 • atualizado às 12h23

A ex-vereadora de São Paulo Soninha Francine (PPS), que foi candidata no primeiro turno da disputa à prefeitura, afirmou no Twitter, na manhã desta terça-feira, que fará uma tatuagem em homenagem a Lula (PT) se o prefeito eleito, Fernando Haddad (PT), cumprir a promessa de campanha referente ao Arco do Futuro.

A referência ao Corinthians se deve ao fato de o ex-presidente ser torcedor do time e Soninha ser palmeirense. O Arco do Futuro é uma das principais promessas de Haddad para melhorar o trânsito e ampliar oferta de empregos na capital paulista, levando empresas para áreas afastadas da cidade.

No primeiro turno, a jornalista do PPS fez 162.384 votos (2,65% do total), que a deixaram em quinto lugar entre os 12 postulantes. No segundo turno, Soninha e seu partido apoiaram José Serra (PSDB) contra Fernando Haddad (PT).
Terra

DA SÉRIE: NO DOS OUTROS É REFRESCO...

‘Serra veio até minha casa pedir apoio’

Maluf afirma que um dos motivos de o tucano ter perdido eleições foi por criticar a aliança com PP Cristina Christiano
cristinamc@diariosp.com.br
Futura Press Maluf contou que Serra esteve duas vezes em sua casa pedindo apoio Maluf contou que Serra esteve duas vezes em sua casa pedindo apoio
O deputado federal Paulo Maluf (PP) disse ontem, em entrevista ao DIÁRIO, que o candidato tucano à Prefeitura, José Serra, perdeu as eleições por ter usado o horário eleitoral para criticar o apoio do Partido Popular ao petista Fernando Haddad. “As pessoas que são devotas a mim e não tinham se ligado dessa aliança foram alertadas”, comentou. Maluf contou que Serra esteve duas vezes em sua casa pedindo apoio, apontou erros cometidos pelo tucano e falou da expectativa no novo prefeito.
DIÁRIO_ Domingo o senhor subiu ao palanque do PT para festejar a vitória de Fernando Haddad junto com pessoas que o hostilizaram no passado. Isso não o deixou constrangido?
PAULO MALUF _ Não. Fui muito bem recebido e abraçado por todos. A mídia estranha porque acha que na classe política não existe ética, mas é ético o Serra ir duas vezes à minha casa pedir apoio e depois criticar a minha aliança com o PT?
Por que o senhor escolheu apoiar Fernando Haddad?
Foi por amor a São Paulo. Estou há 45 anos no mesmo partido porque não imponho o que penso, mas imponho o que meus amigos pensam. Essa escolha foi por coerência. Estamos (PP) muito bem representados no governo pelo ministro das Cidades, Aguinaldo Ribeiro. As pessoas ainda se surpreenderam porque o Lula e o Haddad foram à minha casa e a imprensa só percebeu  após o almoço, quando abri o portão para anunciar o apoio.
Fala-se em oportunismo?
Quando decidimos apoiar o Haddad ele estava com 3% das intenções de votos. A Soninha tinha 4%, o Paulinho da Força, 5%, e o Chalita, 7%. Russomanno tinha 22% e o Serra, 30% ou 32%. Se quiséssemos ser oportunistas íamos apoiar o sexto colocado? O casamento do PP com o PT foi de véu e grinalda, na catedral,apoiado por bispos e cardeais. Tudo às claras, coisa rara hoje na política, porque os acordos são feitos em hotéis, porões, escondido. Foi decisão consciente, sem impor nada.
O senhor acha que a cidade vai melhorar com Haddad?
Na minha visão, precisamos de alguém que resolva os problemas de São Paulo. A cidade precisa de recursos. O Serra foi candidato a presidente em 2010 e perdeu para a Dilma. Então, com toda a certeza, se o Serra fosse prefeito muito provavelmente os recursos que agora virão com o Haddad não viriam. Ele já foi a Brasília, está renegociando a dívida. É  aquilo que eu esperava do prefeito de São Paulo. Que fosse o prefeito e não usasse a Prefeitura como trampolim para alcançar outras campanhas. Além disso, o fato de vir a São Paulo fazer campanha para Haddad torna a presidente Dilma avalista da cidade.
Como vê o futuro de Serra?
Na vida pública ninguém morre. O Serra não morreu. Ele ainda pode ser deputado federal, senador. Não tem morte morrida na política porque, muitas vezes, quem  elege o candidato são as circunstâncias e não o seu passado ou futuro.
Acha que as circunstâncias também elegeram Haddad?
O Kassab não foi mau prefeito administrativamente, mas ficou com a imagem ruim que a mídia deu de formador de partidos. Fixou a ideia de que não queria administrar a cidade e não é verdade. Já o Serra foi eleito prefeito e saiu 1 ano e 3 meses depois. Foi governador, ficou 3 anos e 3 meses e também saiu para concorrer a presidente. Quando perdeu, disse que não era candidato e foi. O eleitor não entende e daí  surgiu a rejeição. Foi o que o matou.
Houve outros erros?
Em sua defesa, o Serra começou a dizer que ia cumprir os 4 anos de mandado e ficou rememorando no eleito a renúncia. Ele também criticou o meu apoio ao PT e muitas pessoas que não se lembravam acabaram ficando ligadas. Se tivesse conseguido pelo menos 350 mil desses eleitores não perderia.

LAMENTÁVEL!!!!

SP: pai vai responder por tentativa de homicídio por deixar filho em carro

30 de outubro de 2012 • 18h25 • atualizado às 18h41
Gilmar Rodrigues da Silva, 32 anos, é acusado de ter abandonado o próprio filho, de 4 anos, dentro de um automóvel em Bauru. Foto: Wagner Carvalho/Especial para Terra Gilmar Rodrigues da Silva, 32 anos, é acusado de ter abandonado o próprio filho, de 4 anos, dentro de um automóvel em Bauru
Foto: Wagner Carvalho/Especial para Terra


Wagner Carvalho
Direto de Bauru
Acompanhado do advogado de defesa, Gilmar Rodrigues da Silva, 32 anos, acusado de ter abandonado o próprio filho, de 4 anos, dentro de um automóvel em Bauru (SP), se apresentou na tarde desta terça-feira, no 1° DP da cidade, distante 352 km de São Paulo. Ele responderá por tentativa de homicídio com possível dolo.
Por aproximadamente uma hora e meia, Silva tentou explicar para o delegado Dinair José da Silva o motivo de ter abandonado a criança sem socorro após bater com o carro em um caminhão que estava regularmente estacionado na avenida José Henrique Ferraz na madrugada do último sábado.
Na saída da delegacia, Silva, bastante atordoado, disse que está arrependido. O advogado João Batista de Souza negou que ele tenha abandonado o filho após o acidente. "Foi tudo um mal entendido. Na verdade, no desespero, ele saiu do veículo em busca de socorro, foi até a casa de um cunhado que mora a duas quadras do local do acidente em busca de ajuda", afirmou o defensor.
O advogado contou ainda que o acusado perdeu a consciência antes de chegar à casa do cunhado e ficou andando pelas ruas até ser encontrado por familiares num bairro que fica do outro lado da cidade. "Ele ficou rodando até que foi encontrado próximo ao Jardim Bela Vista por seus familiares que estavam à sua procura", afirmou. O advogado disse que Silva ainda não procurou auxílio médico para os ferimentos decorrentes do acidente. "Isso será feito pelos familiares nas próximas horas", contou.
O cunhado de Silva que o acompanhou até a delegacia disse que não houve abandono. "Eu cheguei ao local do acidente junto com o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e acompanhei o socorro do meu sobrinho", disse.
Para o delegado, é cedo para se tirar qualquer conclusão sobre o caso. Dinair afirmou que ouvirá testemunhas, socorristas do Samu e médicos que atenderam o garoto antes de concluir o inquérito. "Ele apresentou a versão dele orientado pelo advogado. Cabe à polícia levantar os fatos e verificar se ele o que diz é verídico ou não", disse.
Silva responderá por tentativa de homicídio em liberdade. A Justiça negou o pedido de prisão preventiva.
Segundo Dinair, o fato de Silva ter saído do local e deixado o menino no carro é caracterizado como uma omissão de socorro. "Se a ficha médica do menino comprovar que, se o socorro tivesse acontecido com mais rapidez as complicações teriam sido mais amenas, o dolo ficará evidente", completou.
De acordo com o delegado, as investigações ainda estão na fase inicial. "Estamos no começo das oitivas, temos o laudo da perícia - que ainda não ficou pronto e que vai apontar a velocidade com que Silva conduzia o veículo, se o filho usava ou não cinto de segurança e se ele estava no banco dianteiro ou traseiro. Tudo irá contribuir para o esclarecimento dos fatos", afirmou o Denair.
Especial para Terra

SE FUFU...

Seleções sul-americanas desfalcam times na reta final do Brasileiro

30 de outubro de 2012 • 19h55 • atualizado às 21h01


A data reservada pela Fifa para amistosos internacionais no mês de novembro irá prejudicar cinco equipes na reta final do Campeonato Brasileiro. Além do próprio duelo entre a Seleção Brasileira e a Colômbia, que desfalcará Atlético-MG, Botafogo, Corinthians, Fluminense, Internacional, Santos e São Paulo, Chile, Paraguai e Uruguai também colaborarão com o desmanche de algumas equipes.



A principal ¿vilã¿, a seleção uruguaia, levará quatro jogadores que atuam no Brasileirão para enfrentar a Polônia no dia 14 de novembro. Mauricio Victorino, zagueiro do Cruzeiro, Nicolás Lodeiro, meia do Botafogo, e os atacantes Diego Forlán, do Internacional, e Loco Abreu, do Figueirense, estão garantidos na lista de Óscar Tabárez.
Em boa fase com a camisa do Flamengo, o zagueiro Marcos González voltou a ser convocado pela seleção chilena, que enfrenta a Sérvia na mesma data.
Os paraguaios também causarão uma baixa no elenco flamenguista, já que o técnico Gerardo Pelusso convocou o volante Victor Cáceres para enfrentar Porto Rico. Assim como os chilenos, jogadores que atuam no campeonato nacional serão convocados apenas nos próximos dias.
Gazeta Esportiva

MESSI

Messi diz que ganhar Copa seria o máximo: "no Brasil ainda mais"

30 de outubro de 2012 • 08h33 • atualizado às 08h41

Messi recebeu a Chuteira de Ouro como maior goleador das ligas europeias em 2011/12. Foto: EFE Messi recebeu a Chuteira de Ouro como maior goleador das ligas europeias em 2011/12
Foto: EFE


Com 50 gols no último Campeonato Espanhol, um recorde, Lionel Messi recebeu nesta segunda-feira a Chuteira de Ouro como o maior goleador da Europa, porém quer mais do que prêmios individuais. Em entrevista ao jornal espanhol Marca, o jogador do Barcelona falou em vencer com a seleção argentina e colocou uma Copa do Mundo como o título "máximo" de sua carreira.


Messi, 24 anos, foi eleito pela Fifa o melhor jogador do mundo nas últimas três temporada e, pelo Barcelona, conquistou cinco Campeonatos Espanhóis, duas Copas do Rei da Espanha, três Ligas dos Campeões da Europa e dois Mundiais de Clubes da Fifa.
Com a seleção argentina principal, no entanto, o atacante não soma nenhum título e espera mudar esse cenário em breve. Em entrevista que é destaque na capa do diário Marca nesta terça, ele afirmou que "ganhar um Mundial é o máximo e se for no Brasil mais ainda".
Em 2014, a Copa do Mundo de 2014 será realizada no País, e a Argentina lidera as Eliminatórias Sul-Americanas com 20 pontos em nove rodadas. Messi é o artilheiro da competição com sete gols, mesmo número do compatriota Gonzalo Higuaín e do uruguaio Luis Suárez.
Nesta segunda, além de receber a Chuteira de Ouro Messi também apareceu entre os 23 indicados à Bola de Ouro como melhor jogador do mundo, prêmio oferecido em parceria entre a Fifa e a revista France Football.
Na mesma entrevista, o atleta disse que seu estilo de jogo "é idêntico" desde quando era criança e comentou as cobranças afirmando que ele é a pessoa "mais crítica" consigo mesmo. O atacante ainda apontou que, embora se cuide bastante, não passa a vida inteira trabalhando na academia.
Terra

VITÓRIA...

Ministério Público comemora decisão que mantém índios guaranis-kaiowás em fazenda no MS

Do UOL, em Brasília
  • Arte/UOL
    Mapa mostra localização dos municípios de Iguatemi e Naviraí, no Mato Grosso do Sul, palco de conflito entre os índios guaranis-kaiowás e fazendeiros Mapa mostra localização dos municípios de Iguatemi e Naviraí, no Mato Grosso do Sul, palco de conflito entre os índios guaranis-kaiowás e fazendeiros
O Ministério Público Federal do Mato Grosso do Sul publicou nota em seu site no final da tarde desta terça-feira (30) comemorando a decisão que mantém os índios guaranis-kaiowás em uma fazenda no município de Iguatemi, no Mato Grosso do Sul.
Uma decisão do Tribunal Regional Federal da Terceira Região (TRF-3) suspendeu hoje a reintegração de posse da área ocupada pelos índios na fazenda Cambará. Assim, os índios poderão continuar ocupando a área em disputa. A decisão de hoje se refere a uma liminar anterior, favorável era à manutenção de posse proposta por Osmar Luis Bonamigo, dono da fazenda, expedida por um juiz federal da 1ª Vara de Naviraí (MS).
"Concedo o efeito suspensivo ao agravo de instrumento, para determinar a mantença dos silvícolas da Comunidade Indígena Pyelito Kue exclusivamente no espaço atualmente por eles ocupado, delimitado em 1 (um) hectare, ou seja, 10 (dez) mil metros quadrados, até o término dos trabalhos que compreendem a delimitação e demarcação das terras na região, com a ressalva de que tudo o que foi aqui estabelecido deve ser  estritamente observado por todas as partes envolvidas", afirma a desembargadora federal Cecilia Mello.
"A mobilização das redes sociais foi definitiva para alcançar esse resultado. Provocou uma reação raramente vista por parte do governo quando se trata de direitos indígenas", disse o procurador da República Marco Antonio Delfino de Almeida, que atua em Dourados (MS).
  • Wilson Dias/Agência Brasil Índios protestam em São Paulo contra a construção da usina de Belo Monte e contra a ordem de despejo de comunidades da etnia Kaiowa que vivem às margens do rio Hovy, em Navirai (MS)
Para o Ministério Público Federal, segundo a nota, “afastar a discussão da ocupação tradicional da área em litígio equivale a perpetuar flagrante injustiça cometida contra os indígenas em três fases distintas e sucessivas no tempo. Uma quando se lhes usurpam as terras; outra quando o Estado não providencia, ou demora fazê-lo, ou faz de forma deficiente a revisão dos limites de sua área e quando o Estado-Juiz lhes impede de invocar e demonstrar seu direito ancestral sobre as terras, valendo-se justamente da inércia do próprio Estado”.
Pela decisão de hoje, os 170 indígenas podem permanecer em uma área de 2 hectares dentro da fazenda Cambará até que os trabalhos de identificação da terra indígena sejam concluídos. Relatório de Identificação e Delimitação da Terra Indígena falta ser publicado pela Funai. A desembargadora Cecilia Mello determinou o envio da decisão à presidente da República, Dilma Rousseff, e ao ministro da Justiça, José Eduardo Martins Cardozo.
  • Wilson Dias/Agência Brasil Em protesto realizado no dia 19 de outubro, índio guarani-kaiowá coloca cruz diante do Congresso para pedir proteção a índios da etnia no MS
À Funai (Fundação Nacional do Índio), Mello determinou que "deve adotar todas as providências no sentido de intensificar os trabalhos e concluir o mais rápido possível o procedimento administrativo de delimitação e demarcação das terras". Os trabalhos se arrastam há pelo menos três anos, quando a Funai assinou um Termo de Ajuste de Conduta com o MPF para examinar a questão territorial dos guaranis-kaiowás. 

Entenda o caso

A área habitada por 170 integrantes da etnia guarani-kaiowá é disputada há décadas por índios e fazendeiros. Em setembro, o mesmo TRF-3 determinou a reintegração de posse, com a retirada das famílias indígenas do local, mas eles se recusam a deixar a região e chegaram a dizer que vão "lutar até morrer". A fala dos índios chegou a ser interpretada como tentativa de suicídio coletivo, gerando polêmica nas redes sociais.
Os indígenas ocupam 2 hectares da fazenda Cambará, no município de Iguatemi, que possui 762 hectares, desde 29 de novembro de 2011, segundo a Procuradoria Geral da República. A área ocupada faz parte da reserva de mata nativa, que não pode ser explorada economicamente. Eles foram para esta área depois de um ataque ocorrido em 23 de agosto de 2011, quando pistoleiros armados investiram contra o grupo, ferindo crianças e idosos e destruindo o acampamento, montado à beira de uma estrada vicinal.
A partir de então, várias decisões judiciais têm gerado polêmica sobre a ocupação da área pelos indígenas.
No início do ano, a Justiça deu um prazo para que um grupo de índios guarani-kaiowá da Terra Indígena Laranjeira Nhanderu, em Mato Grosso do Sul, desocupasse a área, que é reivindicada por fazendeiros. A justificativa, segundo informação do Conselho Indigenista Missionário (Cimi) na região, foi que a Fundação Nacional do Índio (Funai) não apresentou o relatório de identificação da terra.

HIPOCRISIA...


CONVITE:


PERDEU ...

Sistema de chip em uniforme evita que alunos "matem aula" em escola no Distrito Federal

Edgard Matsuki
Do UOL, em Brasília
Há uma semana, um chip tem mudado a rotina dos 42 alunos do 1º ano do Centro de Ensino Médio 414, em Samambaia (DF).  A turma do 1º B se tornou o centro das atenções na escola ao participar dos testes de um sistema de controle eletrônico de frequência que avisa professores, direção e pais sobre atrasos e tentativas dos alunos escaparem das aulas. 
O chip “dedo-duro” é colocado no uniforme dos alunos. Toda vez que o estudante passa pelo portão de entrada da escola, um sensor registra a presença no computador da escola e avisa os responsáveis por meio de mensagem de celular. O sistema, que detecta a presença por ondas de radiofrequência, também registra o horário de saída da escola.
Bruno Marques, responsável pelo sistema, diz que o chip é à prova de alguns tipos de tentativas de trapaças. “Se o aluno deixar o uniforme para outro colega trazer na mochila, o sistema vai detectar a entrada dos dois no mesmo momento. Se isso acontecer constantemente, a direção da escola pode investigar o que acontece”, explica. 
A diretora da escola, Remísia Tavares, conta que a ideia de testar a tecnologia se deu por causa do alto índice de evasão de alunos no meio das aulas. “Acontece de uma aula começar com 40 alunos e no final da tarde, a sala estar com 15, 20. Tentamos outras formas de controle das faltas, mas não deu certo”, diz a diretora, que entrou em contato com a empresa do chip após ver uma reportagem a implantação do sistema em Vitória da Conquista (BA).
Com uma semana de testes, a diretora diz que ainda não é possível ver se o uso da tecnologia deu resultado. “O furor que a novidade trouxe fez com que os alunos ficassem bastante tempo fora da aula”, diz Remísia. Além do fator novidade, cinco uniformes com chip acabaram dando defeito.
Para a escola, será possível avaliar os resultados após o fim do ano letivo. Até lá o chip será testado gratuitamente. Caso a ideia pegue, os custos serão de R$ 16 mensais para cada aluno. Isso acarretaria em um gasto de cerca 28.800 reais todos os meses, já que o CEM 414 conta com, aproximadamente, 1.800 estudantes. “Teríamos que ver se os custos seriam pagos pelos pais. É possível que façamos uma reunião no início do ano que vem para apresentar os resultados e debater”, diz a diretora.

Escola do DF testa sistema de chip em uniformes

Foto 1 de 13 - A turma do 1º B do do Centro de Ensino Médio 414, em Samambaia (DF), se tornou o centro das atenções na escola ao participar dos testes de um sistema de controle eletrônico de frequência que avisa professores, direção e pais sobre atrasos e tentativas dos alunos escaparem das aulas Edgard Matsuki/UOL

Divergências entre alunos e professores

A decisão sobre a implementação do chip só sairá no início do ano que vem. Mas se depender dos alunos do CEM 414, a tecnologia não passará da fase de testes. De acordo com uma professora da escola (que não quis se identificar), há alunos com medo de o sistema ser implantado: “Eles dizem que vão ser manipulados pelos pais”.
Entre os alunos da turma que testa a tecnologia, há os que não queriam o chip, mas aceitaram por questões de segurança e os que não concordam de forma nenhuma com a ideia.
Rafael Aguiar, pertencente à “turma do fundão” do 1º B, diz ser contra o uso do sistema na escola: “Tem coisas mais importantes para se preocupar aqui. A gente não tem quadra coberta e ficam falando de chip”. Ele foi um dos cinco alunos que tiveram problemas com o sistema. Com um sorriso no rosto e o chip na mão, ele explica: “Caiu da camiseta, né”.
Os representantes da turma Jéferson Alves e Bárbara Coelho são indiferentes em relação ao uso da tecnologia. “Para mim não faz diferença mesmo. Só uma vez na vida não fiquei na aula”, diz Jéferson. Bárbara diz, que pela questão da segurança, o chip pode ser bom: “Os pais vão saber que a gente chegou bem à escola. Apesar de que semana passada fui assaltada a caminho de casa e ter chip não faria diferença”. 
Entre as outras turmas da escola, o sistema tem sido visto como “desnecessário”. “Aqui não tem auditório, quadra de esportes e falta professor. Aí vai gastar dinheiro com chip”, diz o aluno Juan Cavalcanti, do 3º ano da escola. Outra aluna do 3º ano, que não se identificou, diz que “não está se sentindo confortável com o sistema”.
Ao contrário dos alunos, os professores estão animados com a novidade. “Não se trata apenas de controle. Ao receber as mensagens por SMS, os pais vão estar mais participativos. E mais tranquilos”, diz a diretora Remísia Tavares.
A supervisora pedagógica da escola Leila Souza ressalta que a medida deve ajudar a desafogar as linhas telefônicas da escola: “Há muito pais que ligam para saber se os filhos chegaram à escola. Com o aviso automático, esse número de telefonemas diminuiria”. 
O embate de opiniões entre professores e alunos é considerado normal por Quézia Bombonatto, presidente da Associação Brasileira de Psicopedagogia: "Quando a tecnologia convém [para os adolescentes], serve. Mas quando é usada para controle, há protestos. Isso já aconteceu no caso das câmeras de segurança nas escolas”. Ela ressalta que há uma tendência de uso de tecnologia para o ensino. “Não dá para ir contra a maré”, diz.
Já a Secretaria de Educação do Distrito Federal ainda não se posicionou a respeito do uso do sistema. Por meio de nota, o órgão afirma que “não foi avisado sobre os testes e que está estudando outros projetos similares”. A SEDF diz que se os resultados do sistema da CEM 414 forem positivos, há possibilidade de o sistema ser implementado em todas as escolas do Distrito Federal.

EU LAVO...

Homem que lava louça é mais feliz, diz pesquisa

Pesquisa de universidade sueca conclui que ajudar nas tarefas domésticas pode ser mais saudável

 
Stock.XCHNG
Pessoa lavando a louça
Ansiedade, nervosismo e problemas de concentração sãos alguns dos transtornos comuns aos “preguiçosos”
São Paulo - Está na hora de ser um homem mais moderno, meus caros. Lavar a louça, passar a própria camisa e arrumar a cama antes de ouvir as reclamações da esposa ou da namorada. E, segundo um estudo divulgado pela Universidade Umeå, na Suécia, tudo isso ajudará (e muito) a sua saúde.

Após acompanhar de perto a vida de 723 pessoas ao longo de 26 anos, o estudo concluiu que aqueles que não dividiam os afazeres domésticos com a parceira tinham maiores problemas de saúde. Ansiedade, nervosismo e problemas de concentração eram alguns dos transtornos comuns aos, digamos, “preguiçosos”.
Por outro lado, aqueles que topavam fazer metade dos serviços, se apresentavam mais tranquilos e felizes. Na outra ponta, as mulheres que não contam com a ajuda masculina se tornam mais vulneráveis às doenças.
As complicações, afirma o estudo, acontecem por conta dos papéis assumidos por cada gênero dentro do relacionamento. A solução para que a vida em casal se saia melhor é conversar e eliminar essas barreiras. Então já sabe: a solução é botar a barriga para ralar na beira da pia!

EXTRAIDO DO FACE - EU SOU MEIGA, PORRA

Falhei. Tive a chance de cuidar do menino assustado, com uma capa preta, achando que era super-herói. Por diversas vezes tive oportunidade de ir tirando a capa escura aos poucos e ir mostrando que acolher todas as dores e deixar que elas es

cureçam a alma passa longe de ser coragem. Eu tentei derreter pelo menos algumas das tantas camadas de gelo que ele construiu pra fingir que é forte e que não precisa dessas coisas bobas de amor. Mas fracassei. Tão perto, tão longe, pra nunca mais. Não sei ao certo o instante em que me aproximei demais, extrapolei algum limite e fiz o alarme soar. Maldito alarme. Me esforcei demais. Porque, de alguma forma estranha e inusitada, aquela capa preta me proporcionava algum tipo de paz e segurança e eu me sentia na obrigação de retribuir: Que ele sentisse, então, como é bom carinho na pele nua, sem escudos, capas ou qualquer tipo de superproteção. Mas me perdi. Achei que aquilo poderia funcionar, aos poucos, sem pressa, alguns outros meses felizes e importantes pra nós dois. Me enganei. Vi todo meu trabalho e meus planos escorrerem entre meus dedos e senti a capa sendo puxada com força, de repente, com uma rapidez daquelas que fazem a mão arder. Lamentei. Não exatamente pelo fim ou por tudo que iria me faltar então.Lamentei por mais uma fuga do cara incrível que poderia chegar onde quisesse se não fosse viciado em ir embora.

Marcella Fernanda

EXTRAIDO DO MORRI DE SUNGA BRANCA³

Até a última ponta...

Alguns podem achar que estamos de implicância com nossa Námaria Braga, mas ela não para de aprontar.

Em seu programa, Mais Você, Ana descobriu uma forma diferente de espremer alhos. Assista 
 




Dichavador de maconha ajudando a dona de casa ter um dia a dia mais prático.


Pessoal da Globo ficou desesperado pra conseguir um, hein Ângela!! Vai ficar rica se revender na boca de fumo. Beijos!!

EXTRAIDO DO MORRI DE SUNGA BRANCA²

Bruno KLB lutador de MMA

É com grande emoção que venho contar que Bruno, o B do KLB virou lutador de MMA e vai lutar dia 16 de Dezembro


Eu sei que você que tá lendo deve estar pensando "tá, e o kiko?" 


Resposta: Kiko continua com um total de zero votos nessas eleições 


rsssssssssssss

EXTRAIDO DO MORRI DE SUNGA BRANCA:

Sebastiana e o Furacão Sandy

Nossa musa eterna do blog, Sebastiana Gouvea, resolveu dar uma de correspondente internacional e mostrar como ficou NY após o furacão Sandy


Nana chateadésima com tudo isso


Nana consolando o carro 


Nana escalando os escombros


Nana e o toco


Nana pelas ruas silenciosas


Nana caminhando triste


E aí que nossa querida Naninha acabou de criar toda uma nova categoria fotográfica:

um ensaio trágico-conceitual

Visionária.