SEJAM BEM VINDOS AO MEU BLOG, O OBJETIVO É FALAR DAS EXPERIÊNCIAS QUE TENHO AO LONGO DOS MEUS DIAS, AQUI SABERÃO UM POUCO DE MIM, DO QUE PENSO E DO QUE ACHO QUE SEI, BOA LEITURA E DIVERSÃO.

segunda-feira, 31 de dezembro de 2012

FELIZ 2013²!!!!!


AOS FÃS E OUVINTES DO BLACK TOTAL:

OUÇA E BAIXE O BLACK TOTAL 25 >>>>>

GRAVADO NO WBSL STUDIO

LOCUÇÃO E SELEÇÃO MUSICAL - WAGUINHO

PRODUÇÃO: WAGUINHO

FELIZ 2013!!!!!


UMA DAS MINHAS ORAÇÕES...


O MONSTRO...


EXTRAIDO DO BLOG - TE DOU UM DADO

Retrospectiva 2012 – Foto do Ano

Publicado por: tdud
No mar de subcelebridades em que nos afogamos diariamente nome próprio é coisa tão rara que não conseguimos escolher apenas um apelido cretino. Segue o Top 3:
Untitled 5 Retrospectiva 2012   Codinome do Ano
PELADONA DE CONGONHAS
IMG 3201 Retrospectiva 2012   Codinome do Ano
APALPADA POR ATOR
Untitled 6 Retrospectiva 2012   Codinome do Ano
EX-MULHER MÚMIA

BELA FOTO...


HAHAHAHA!!!!!


7 PASSOS


FICA A DICA....


PORTA DOS FUNDOS²:


CRIATIVIDADE:


RETROSPECTIVA CABRUNCO...


O SISTEMA TREME...


ROBERTEANDO...


EXTRAIDO DO BLOG REFLEXÕES:


O Secretário de Obras e Urbanismo de Campos dos Goytacazes, Edilson Peixoto, visivelmente embriagado, invadiu a residência de veraneio de sua ex mulher e a agrediu, violentando a sua honra, com palavras de baixo calão, e, ainda violentando-a psicologicamente e ao seu patrimônio, tendo em vista que o veículo de propriedade da vítima (zero quilômetro) está com a lateral toda riscada. 

Tudo isto teria ocorrido por ter ficado "irritado" com matéria transmitida em canal de TV local. 

Boletim de Ocorrência na 134ª DP devidamente registrado. 

Enquanto isto, a atual esposa do lado de fora ficava a cantar a música "Camaro Amarelo".

Agora eu fiquei doce, doce, doce, doce
Agora eu fiquei do do do do doce, doce [2x]

Agora eu fiquei doce igual caramelo
Tô tirando onda de Camaro amarelo
E agora você diz: vem cá que eu te quero
Quando eu passo no Camaro amarelo...

Quando eu passava por você
Na minha CG você nem me olhava
Fazia de tudo pra me ver, pra me perceber
Mas nem me olhava...

Aí veio a herança do meu véio
E resolveu os meus problemas, minha situação
E do dia pra noite fiquei rico
Tô na grife, tô bonito, tô andando igual patrão

Agora eu fiquei doce igual caramelo
Tô tirando onda de Camaro amarelo
E agora você diz: vem cá que eu te quero
Quando eu passo no Camaro amarelo...

E agora você vem, né?
E agora você quer, né?
Só que agora vou escolher
Tá sobrando mulher! (2x)

Quando eu passava por você
Na minha CG você nem me olhava
Fazia de tudo pra me ver, pra me perceber
Mas nem me olhava...

Aí veio a herança do meu véio
E resolveu os meus problemas, minha situação
E do dia pra noite fiquei rico
Tô na grife, tô bonito, tô andando igual patrão

Agora eu fiquei doce igual caramelo
Tô tirando onda de Camaro amarelo
E agora você diz: vem cá que eu te quero
Quando eu passo no Camaro amarelo...

E agora você vem, né?
E agora você quer, né?
Só que agora vou escolher
Tá sobrando mulher! (2x)

Agora eu fiquei doce igual caramelo
Tô tirando onda de Camaro amarelo
E agora você diz: vem cá que eu te quero
Quando eu passo no Camaro amarelo...

Agora eu fiquei doce, doce, doce, doce
Agora eu fiquei do do do do doce, doce 






Nota do Blog:  Que bebida não é motivo para se bater em ninguém, muito menos em mulher. Irritação também não justifica tal ato. Em parceria com a atual esposa, salvo engano é cúmplice, vez que ao invés de no mínimo chamar a polícia, preferiu ficar cantando. 


Hoje foi a ex mulher, amanhã pode ser ela mesma e veremos se ficará cantando que "agora ficou doce!"

Um homem deste não é digno de ocupar pasta nenhuma em governo algum, visto que não tem controle emocional, independente de qualquer circunstância.

É um troglodita covarde!

MAIS OU MENOS ASSIM...


HAHAHAHA!!!!!


EXTRAIDO DO KIBELOCO:

PORTA DOS FUNDOS:


EXTRAIDO DO BLOG - EU PENSO QUE...²:

MPT QUER CASSAÇÃO DE SELO SOCIAL CONCEDIDO A USINAS, COMO A COAGRO


Da ONG Repórter Brasil (aqui)- 30/12/2012
A Cooperativa Agroindustrial do Estado do Rio de Janeiro (Coagro), empresa que também entra nesta atualização, foi agraciada recentemente com o  selo de “Empresa Compromissada” concedido pela Comissão Nacional de Diálogo e Avaliação do Compromisso Nacional para Aperfeiçoar as Condições de Trabalho na Cana-de-Açúcar. 


Frederico Paes, presidente do grupo, recebeu um certificado da presidenta da República Dilma Rousseff (PT) e do presidente do Senado José Sarney (PMDB-AP) em meados deste ano. A Coagro entra na relação devido a flagrante de 2009, quando fiscais encontraram 38 escravos empregados pelo grupo. É justamente por conta de problemas trabalhistas e outras irregularidades que o MPT tem defendido o cancelamento do "selo social" da cana


MPT pede cassação de "selo social" concedido a usinas pelo Planalto

Sete ações civis públicas citam "problemas, falhas, equívocos e fraudes" no processo de certificação e propõem anulação de selo conferido pela Presidência
Por Maurício Hashizume
Ostentado por 169 usinas sucroalcooleiras de todo o país e apresentado solenemente pela Presidência da República (PR) como materialização de um processo exemplar de "concertação social" (envolvendo poder público, patrões e representantes sindicais), o selo de "empresa compromissada" com a melhoria das condições de trabalho no setor da cana-de-açúcar é, segundo sete ações civis públicas protocoladas pelo Ministério Público do Trabalho (MPT), um poço de "problemas, falhas, equívocos e fraudes".

Assinadas pelo procurador do trabalho Rafael de Araújo Gomes, as ações pedem a suspensão imediata da divulgação e do uso do "selo de conformidade" tanto pelo governo federal como por sete empresas "certificadas" que se situam no espaço jurisdicional da Procuradoria do Trabalho em Araraquara (SP). Estão entre as usinas citadas pelo MPT: duas pertencentes ao grupo Raízen - em Ibaté (SP) e Araraquara (SP) -; Irmãos Malosso, em Itápolis (SP); São José da Estiva, em Novo Horizonte (SP); Santa Fé, em Nova Europa (SP); Ipiranga, em Descalvado (SP); e Santa Cruz, em Américo Brasiliense (SP).


Solenidade no Palácio do Planalto: 169 usinas foram certificadas (Foto: Roberto Stuckert Filho/PR) 
Í
ntegra da matéria (aqui) e posição enviada ao Blog pelo presidente da Coagro, Frederico Paes, quando da publicação da primeira reportagem sobre a inclusão da cooperativa na lista suja do trabalho escravo (aqui).

EXTRAIDO DO BLOG DO XICO SÁ:

Quando a mulher faz o balanço erótico do ano

Quando acordei, na rede da praia, as meninas da casa faziam a retrospectiva amorosa e sexual. Com quem foram para a cama no ano que hoje se despede.
Entre um cochilo e outro, pescava calientes fragmentos daquela animada roda de moças movida a baldes de caipiroscas, o néctar das sinceridade crepusculares.
Se um ano tem 48 semanas, a recordista do grupo havia transado com “uns 40″ homens ou “rascunhos de homens”, termo que uma delas usava para definir os caras que não eram muito devotos ao sexo.
Fosse uma das fêmeas das letras do xará Buarque, a recordista seria a mulher de “Folhetim”. Uma coisa à toa, uma noitada boa, um cinema, um botequim…
A mais modesta –ou azarada!- ficou com apenas dois novos sujeitos. Um incrível; outro péssimo -tinha nojinho de sexo oral e corria para tomar banho depois do ato.
Eram sete mulheres afogadas em narrativas eróticas e os seus numerados homens-objetos. Esperavam ampliar a conta hoje na praia de Carneiros, Pernambuco.
No quarto rapaz de 2012, M., 29 anos, emplacou um romance, em setembro.
L., 42, é casada há nove réveillons. As outras cinco, que variam entre 29 e 38 anos, estão solteiríssimas. Aparentemente, apenas A., 32, deseja um relacionamento sério e o mais rápido possível.
N., 30, a recordista de homens no ano, tem apenas um caso com um “velho” de 52 anos. Declara-se ninfomaníaca. Na noite anterior havia praticado o seu esporte preferido: uma ménage a trois com um casal que conhecera no Recife.
Não foi tão prazeroso como nas vezes anteriores: “A mina do cara ficou com mó ciúme e estragou um pouco a festinha”.
D., 38, dez homens na temporada, diz que gosta cada vez mais de mulheres. Não obrigatoriamente por trauma dos cafas e dos homens frouxos.
A mais quente na narrativa é R., 36, oito “canalhas” em 2012.  Confessa-se uma neoviciada em clubes de swing paulistanos.
W., 34, sete homens no ano, é a mais discreta, tem um filtro de melancolia nos olhos clorofilados. W. é a mais sexy. Ela sofre atualmente com um platonismo miserável. No que lembro à misteriosa moça de um velho mantra do poeta Eduardo Kac:
“Para curar um amor platônico, só uma trepada homérica”.
Aos leitores, um 2013 nada acinzentado, com todos os tons de vermelho como um gozo estilhaçado em uma tela de Pollock.

HOJE É DIA DISSO....


BEM EU...


EXTRAIDO DO BLOG DO PEDLOWSKI 4:

Feliz 2013! E que no Açu, Chiapas ou Palestina sigamos lutando!


Chegando a mais um final de ano é inevitável que olhemos para frente com a esperança de mudanças no ano que está por se iniciar. Agora, dado que os mecanismos de exploração e opressão não vão cessar e os exploradores não vão se sensibilizar repentinamente com o destino dos explorados, o mais genuíno dos desejos de ano novo é que todos os que lutam permaneçam em segurança e com saúde para continuar os enfrentamentos que virão.

E seja no Açu, Chiapas ou na Palestina que a luta continue!

EXTRAIDO DO BLOG DA CRISTIANE CARDOSO:

Primeira resolução para 2013


31/12/2012 | Por: | Postado em: Autoajuda, Blog, Comportamento, Destaque
Quando voltei ao Brasil depois de 20 anos fora, tive de fazer muitos ajustes pessoais que acabaram por me mudar como pessoa. Na minha rotina anterior, sempre tinha aquele tempinho para conversar com as minhas amigas, passear com o meu esposo, além dos demais trabalhos que realizava na Igreja. Era uma vida bem ocupada, mas bem gostosa ao mesmo tempo. Mas tudo mudou quando pisei na minha terra natal…
Uma das coisas que aconteceram logo de cara para marcar a minha chegada foi a morte da minha cadelinha ‘Shane‘ – no dia anterior ao primeiro programa da Escola do Amor ao vivo pela IURDTV. Fiz o programa com os olhos inchados de tanto chorar durante a noite.
Foi então que aprendi uma nova tática em minha vida. Eu tinha de aprender a ser mais prática com as coisas que me deixavam triste e apegada à vida que vivia fora do Brasil. Aqui eu já não poderia ter o mesmo tipo de rotina do Texas, já não tinha mais aquele tempinho para sentar e conversar com as minhas amigas, já não fazia mais as reuniões de esposas de pastores e grupos, já não podia mais passear com o meu esposo… tudo mudou e eu tive de me adaptar à nova rotina.
A adaptação à nova vida me custou um pouquinho, tentei dar um jeitinho aqui e ali, de vez em quando murmurava no meu interior… foi um verdadeiro sacrifício, mas devido à minha enorme vontade de agradar a Deus, enterrei minhas vontades e fui prática. Para que lamentar o que já não tem mais como mudar? Minha vida aqui no Brasil era diferente, e eu tinha de ser diferente também.
Muitas vezes nos apegamos a coisas que nos fizeram bem no passado mas que já não podemos mais ter, e ao invés de aprendermos a nos apegar com as novidades do presente, ficamos amarradas ao passado só com as lembranças, paradas no tempo. Não crescemos nem desenvolvemos o presente, e sofremos no futuro.
Ser prática também é largar o que não se pode mais assegurar. É aprender a lidar com o que você tem e fazer do pouco, muito.
Vamos começar 2013 nesse espírito?

QUE MERDA!!!!

DE SÉRGIO PROVISANO...

Está acontecendo, já que o facebook indaga, é que faltam poucas horas, menos de onze, para ser mais preciso, para o ano terminar. Esse, em tese, é aquele momento em que manifestamos os velhos e repetitivos desejos de um Feliz Ano Novo, que o ano que virá será próspero, trará saúde, dinheiro, amor e felicidade, não necessariamente nessa ordem é claro. Confesso que essas datas não são para mim, tão significativas assim, elas na verdade são como dias quaisquer, ou pelo menos, deveriam ser. Eu penso que todos os 365 dias do ano deveriam ser dias em que, de coração, a gente deseje que haja prosperidade para todos, que todos que amamos, tenham saúde plena, que os nossos corações sejam carregados de amor, incondicional como o amor deve ser sempre. Que trilhemos sempre o caminho da felicidade. Que tenhamos, já que vivemos numa sociedade que exige isso, dinheiro suficiente para vivermos dignamente, enfim, mesmo sendo esse dia, para mim, um dia como outro qualquer, para não fugir à regra, eu desejo para todos que tiveram a pachorra de até aqui chegar, um Feliz Ano Novo, que 2013 seja um ano pródigo e que todos os desejos de vocês se realizem e que o Amor impere sobre todos nós.

EXTRAIDO DO BLOG DO PEDLOWSKI³:

Por essa Sérgio Cabral não esperava: Cabo expulso dos Bombeiros ajudou a resgatar tripulação de helicóptero da corporação



Herculano Barreto Filho e Nathália Marsal


“Quiseram tirar o brilho do meu coração, mas ser bombeiro está no meu sangue”. A frase, em tom emocionado, é do ex-bombeiro Alexandre Salvador de Almeida, de 36 anos. Ele foi uma das pessoas que ajudaram a salvar os quatro tripulantes que estavam no helicóptero do Corpo de Bombeiros que caiu no mar de Copacabana, na tarde deste sábado. A ironia do destino é que o ex-cabo foi expulso do Corpo de Bombeiros este ano, 13 anos após ingressar na corporação. Ele foi um dos militares excluídos, em maio, pelo governo do estado, por ter participado do movimento grevista da corporação.

Três dos quatro bombeiros da tripulação do helicóptero foram instrutores de Salvador, cujo sobrenome foi mais do que apropriado para a ocasião. O ex-cabo vai, com frequência, à Praia de Copacabana, onde revê os amigos e, até, ajuda a salvar pessoas do mar bravio, quando é necessário. Ontem, o cabo já tinha ajudado no resgate de sete pessoas, antes do acidente.

-Na hora do acidente eu estava acabando de tirar um garoto do mar. Eu voltei para o mar, quando vi o helicóptero caindo. A tripulação se jogou na água antes do choque com a água. Um dos sargentos machucou o joelho. Ele estava nervoso. Eu dizia: “Calma, relaxa. Você me ensinou tudo. Isso acontece. tem que estar preparado. Ele me agradecia, diz que o joelho não estava bom - disse Salvador, que está com uma ação na Justiça para voltar a fim de conseguir voltar para a corporação.

Salvador não tem emprego fico desde março. Ele conta que vive de bicos”, da ajuda de familiares, e da ajuda de outros militares.

O acidente ocorreu na altura do Posto 3, em Copacabana.

BIZARRO!!!!!

Clube inglês suspende torcedores que ficam em pé durante os jogos

Sunderland explica que precisa cumprir obrigações legais e
assegurar conforto de idosos e pessoas com necessidades especiais

Por GLOBOESPORTE.COM Sunderland, Inglaterra
saiba mais
O Sunderland apelou para uma medida drástica para manter a ordem em seu estádio. Depois de diversas advertências, o clube anunciou a suspensão dos carnês de temporada dos torcedores que se recusam a ficar sentados durante as partidas da equipe, algo que não é permitido na Inglaterra.
Ao todo, 38 torcedores foram suspensos até o momento e não poderão ir aos jogos no Stadium of Light. Chefe de segurança do Sunderland, Paul Weir explicou a decisão.
- É claro que nós não desejamos estragar a diversão dos torcedores. Nós queremos uma grande atmosfera nos jogos assim como os torcedores, mas também temos obrigações legais que precisamos cumprir.
cadeira no estádio do Sunderland (Foto: Reprodução / Twitter)Cadeira 'confiscada' pelo clube: dono insistiu em ficar em pé (Foto: Reprodução / Twitter)
Durante a semana, uma foto divulgada no Twitter mostrou a cadeira de um dos punidos tampada, com a inscrição: “Este carnê de temporada foi suspenso por causa da insistência em ficar em pé”. Anteriormente, o clube divulgou um comunicado em seu site avisando que teria de fazer algo para coibir a prática, devido à série de reclamações de torcedores que tinham a visão prejudicada e também por questões de segurança.
- Temos a tarefa de cuidar de todos os nossos torcedores, incluindo os idosos e os que possuem algum tipo de necessidade especial. Alguns deles nos contactaram e se mostraram preocupados com o fato de sua diversão nos dias de jogos ser ameaçada pelas pessoas que ficam em pé na frente deles – completou Weir.

VASCOOOOOOOOOO!!!!!!!!!!!!!!

Em carta à René Simões, torcida pede permanência de Felipe em 2013

Os torcedores pedem ao diretor executivo do Vasco, René Simões, que volte a analisar o caso do meia Felipe e que o jogador permaneça no Vasco para 2013.

O espaço aqui sempre será democrático.
Recebi via e-mail, o conteúdo de uma carta divulgada pela Associação das torcidas organizadas do Vasco.
Os torcedores pedem ao diretor executivo do clube, René Simões, que volte a analisar o caso do meia Felipe e que o jogador permaneça no Vasco para 2013.
Torcida quer que Felipe fique
Eis a carta:
“Rio de Janeiro, 29 de dezembro de 2012,
Caro senhor Renê Simões, Diretor executivo de futebol do Club de Regatas Vasco da Gama,
Antes de mais nada saudamos sua chegada ao nosso amado clube e a iniciativa de convidar lideranças da arquibancada Vascaína para dialogar sobre a situação do futebol do CRVG e seu planejamento para 2013.
Apoiamos o que nos foi demonstrado e estaremos torcendo de perto para que tudo dê certo.
É calcado nessa conversa franca, produtiva e construtiva que estamos aqui agora para rogar que o confronto com o nosso ‘Maestro’ Felipe chegue a um termo onde ganhem todos. Sabemos que o próximo ano se avizinha complicado.
Que nosso clube está sofrendo de muitos males, inclusive de arbitrária penhora de todas as suas receitas.
Que no segundo semestre desse ano o ambiente no Vasco deteriorou por uma série de fatores, levando o futebol profissional a uma campanha que frustrou os 20 milhões de torcedores que temos no mundo.
Conhecemos o Felipe, criado no nosso monumento. Sabemos de suas imensas qualidades, assim como de seus defeitos…
É por tudo isso que agora, pedimos que ele seja mantido no nosso elenco, desde que se adeque a nova realidade, pois entendemos que sua ajuda, dentro de fora do campo, é fundamental para o nosso sucesso!
Solicitamos que você, juntamente com o presidente e o nosso querido Ricardo Gomes, se reúnam com o nosso último ídolo remanescente em São Januário e acertem sua permanência até o fim da sua vitoriosa carreira nos gramados. Essa é a vontade de toda a nossa imensa torcida bem feliz.
Cordialmente,
ASTOVAS (Associação de Torcidas do CRVG)
Torcida Rasta Vasco – Beto (Conselheiro Fiscal ASTOVAS)
Torcida Ira Jovem Vasco- Pierre – (Vice-presidente ASTOVAS)
Torcida Superjovem Vasco – Claiton (Conselheiro Fiscal da ASTOVAS)
Torcida União Vascaína – Jorge Mansur (Diretor de Comunicação da ASTOVAS ) e Bruno Vecchio (Conselho de Notáveis da ASTOVAS)
Torcida Vila Vasqueire – Claudio Freitas (Diretor Geral da ASTOVAS)
Torcida Vasboêmios – Allan (Conselho Fiscal ASTOVAS)
Torcida Pequenos Vascaínos- Luiz Rocha (Diretor Administrativo ASTOVAS)
Movimento Guerreiros do Almirante (GDA) – Davidson de Mattos (Diretor Relações ASTOVAS)
Força Jovem Do Vasco (FJV) – Claudio do Carmo – (Presidente da ASTOVAS)”
Fonte: Bruno Voloch - uol

BLACK TOTAL NEWS: (SOUEMBLEMA.BLOGSPOT.COM,BR)

MC Omenin Lança musica ''Somos Plural''



Fechando o ano de 2012 como prometido, Mc Omenin  lança sua última música desse ano para a galera chamada "Somos Plural" o som acompanhado de uma levada viciante e uma letra aclamando a união do verdadeiro espírito do rap, "Pensei em fazer um som chamando toda a galera, independente da classe social ou região, mas que passe uma idéia positiva em suas canções e que sempre lembre dos verdadeiros ideiais" comenta o rapper , o rapper catarinense ainda comenta que terá mais sons em 2013 e mais surpresas, ouça a nova música de Omenin e compartiçhe com seus amigos, Eh noixx pelo rap!

TRITURADO...

Junior Cigano (e) é golpeado pelo novo campeão dos pesados Velásquez no UFC 155
Junior Cigano (e) é golpeado pelo novo campeão dos pesados Velásquez no UFC 155
30/12/2012 - 03h51

Velasquez massacra Cigano, vence por pontos e retoma cinturão dos pesados do UFC

Jorge Corrêa
Do UOL, em Las Vegas (EUA)
O Brasil vai começar o ano de 2013 com um campeão a menos no UFC. Em um combate marcado pela quedas e por um verdadeiro massacre, o norte-americano Cain Velasquez dominou Junior Cigano por cinco rounds e conseguiu a vitória por pontos, em decisão unânime dos juízes, retomando o cinturão dos pesados do evento.
O lutador de ascendência mexicana vinha de uma vitória consistente contra Antonio Pezão em maio. Com essa vingança contra Cigano, mostrou que ainda pode ser um dos mais dominantes pesos pesados do UFC por muito tempo, como era apontado antes da primeira luta entre eles.

UFC 155 em Las Vegas

Foto 29 de 69 - Brasileiro Junior Cigano se concentra para a luta contra Cain Velásquez Reprodução de Twitter
"Um ano inteiro me preparei e essa luta foi dificil, eu estava muito cansado. Meu preparador me ajudou muito. O Cigano é um cara duro na queda, e trabalhei nisso. Estou contente por ter conseguido. Foi muito bom, me sinto muito bem agora. Este é o meu presente de Natal. Eu prometi que ia conseguir este presente", festejou o novo campeão.

Naquele combate de novembro de 2011, os dois lutaram machucados. A lesão de Velasquez foi revelada apenas recentemente, o que aumentou ainda mais os questionamentos sobre a vitória do brasileiro naquele combate. Muitos disseram que o nocaute de Cigano foi um golpe de sorte.
Agora, Velasquez deve enfrentar Alistair Overeem em sua próxima defesa de cinturão, isso se o holandês vencer Antonio Pezão no UFC 156, em fevereiro. Em seguida, o próximo da fila do cinturão dos pesados é o brasileiro Fabrício Werdum, caso ele vença Rodrigo Minotauro no meio de 2013, na final do TUF Brasil 2.
A luta - Depois de um começo equilibrado, com os dois apostando nos jabs e Cigano se defendendo bem das quedas, Cain acertou um direto que derrubou o brasileiro. No chão, o norte-americano castigou muito Junior, que por pouco não foi nocauteado.
O segundo round foi um show de quedas e de ground and pound de Cain Velasquez. O que Cigano defendeu de queda no primeiro, não conseguiu no período seguinte. Era vítima fácil para o norte-americano. Apanhou muito.
Um pouco mais cansado, Velasquez não conseguiu por Junior no chão no terceiro round, mas bateu muito nele em pé. Várias vezes ele esteve para cair. Pouco mudou no período seguinte, o brasileiro não conseguia reagir aos ataques do rival. Cain apenas administrou no último round. Era apenas 5 minutos para ele voltar a ser campeão do UFC.

EXTRAIDO DO BLOG DO PEDLOWSKI²:

Obra do PAC causa conflito na Amazônia

AGUIRRE TALENTO
ENVIADO ESPECIAL A TUCURUÍ (PA)

A construção de uma linha de transmissão de energia de 1.800 km, ligando o sudeste do Pará a Macapá e a Manaus, se tornou um foco de conflito com moradores.

Obra do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), o linhão do governo federal passa por unidades de conservação e, segundo moradores, tem provocado desmatamento e poluição.

Também atravessa terras de agricultores, que reivindicam indenização justa.

A objetivo da linha de transmissão de R$ 3,4 bilhões é baratear o custo da energia e integrar Amazonas, Amapá e oeste do Pará ao Sistema Interligado Nacional, que coordena a geração pelo país.

Tarso Sarraf/Folhapress 
Fazendeiro Jorge Costa diante da torre instalada em sua fazenda em Tucuruí (PA)

A obra federal tem duas empresas espanholas à frente: a Isolux Corsán, com a maior parte, e a Abengoa.
A construção começou em dezembro de 2010. Os conflitos podem atrasar sua conclusão, prevista para maio.
Há problemas em Porto de Moz (PA, na divisa com o Amapá), onde moradores de uma reserva fecham estradas desde o início do mês para impedir o trabalho da Isolux, em protesto contra suposto descarte inadequado de lixo.
Na área, uma unidade de conservação, agricultores dizem que resíduos da obra estão sendo lançados em suas propriedades e em rios. Também querem indenizações.
Em Tucuruí (PA), moradores da zona rural afetados pelo linhão protestaram há três meses contra a Isolux.
O protesto teve como alvo os valores de indenização pagos pela passagem do linhão por seus terrenos. Esses pagamentos, segundo líderes locais, variaram de R$ 500 a R$ 25 mil, a depender da intensidade do impacto.
Uma das torres do linhão foi instalada na fazenda de Jorge Costa, 56. Sua casa teve de ser reconstruída a 200 metros para dentro do terreno.
Costa diz ter recebido cerca de R$ 20 mil de indenização e que gastou tudo com a construção da nova casa.
Segundo ele, representantes da empresa inicialmente afirmaram que não iriam lhe pagar. Diziam que, como ele morava em um lote de terra dado pelo Instituto de Terras do Pará (Iterpa), não tinha direito a indenização.
Depois, afirma, tentaram lhe convencer a aceitar o valor oferecido. "Estavam intimidando: 'Ou recebe isso ou não vai receber nada'", disse.
Para tentar aumentar o valor das indenizações, a Apovo (Associação das Populações Vítimas das Obras do rio Tocantins e Adjacências) ingressou na Justiça.
Conseguiu fechar acordo para o pagamento, pela Isolux, de R$ 10 mil aos agricultores, referentes aos impactos do linhão nas plantações.
OUTRO LADO

O Ministério de Minas e Energia afirma que a obra do linhão Tucuruí-Macapá-Manaus foi projetada para ter o "mínimo impacto ambiental" e que indenizações levam em conta "dados de mercado".
Segundo o ministério, a altura das torres do linhão varia de 35 metros a 70 metros e é suficiente para passar por cima da copa das árvores.
A passagem da obra pelas unidades de conservação foi autorizada pelo ICMBio (Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade), que definiu condicionantes para um menor impacto, afirma o ministério.
Sobre as indenizações aos moradores afetados pelo linhão, o ministério afirma que não correspondem ao preço integral da área atingida porque "não se trata de desapropriação, nem de aquisição, mas somente uma restrição de uso, sem que haja transferência da propriedade".
A Isolux afirma que os moradores "aceitaram amigavelmente os valores estabelecidos" e que a indenização seguiu critérios previstos em lei.
No caso das reservas extrativistas, a empresa diz que a indenização não é paga aos moradores, mas ao ICMBio, responsável pelas terras.
Sobre o descarte de lixo, a Isolux admite que pode ocorrer e diz haver programas de educação ambiental para trabalhadores e de recuperação de áreas degradadas.
A Abengoa não respondeu aos questionamentos da reportagem até a conclusão desta edição.

VIVA O RAP!!!!!


VERDADE...


EXTRAIDO DO BLOG DO SAKAMOTO 4:

O ataque das latinhas de cerveja e o menino no teto solar

Fuinhas que defenestram latinhas de cerveja de carros em movimento me deixam possuído pelo capeta. Sim, sou do tipo mala sem alça que para ao lado do meliante a fim de ter um papo reto sobre o ocorrido, seja ele o feliz proprietário de um Fusca ou de uma BMW. O constrangimento, feito com educação, pode ser uma arma poderosa. Alguém vai protestar que isso é mais um passo da minha cruzada pessoal contra o incompreendido homem branco rico paulistano, mas o fato é que o motorista do Fusca não me xingou. O da BMW sim, com palavras de sabedoria. “Anda a pé, otário!”, disse ele, me banhando de alcoólicos perdigotos.
Quando era (mais) moloque, revoltei-me contra um Civic que brotou uma latinha de cerveja vazia na faixa de pedestres da avenida Henrique Schaumann com a rua Teodoro Sampaio. Eu sei que isso não é legal, mas foi mais forte que eu: joguei de volta para dentro do carrão. É claro que não fiquei para discutir a importância do respeito à cidadania nas grandes metrópoles a fim de garantir uma vida de qualidade a todos. Acho que o recado já estava dado e, além do mais, tenho amor à vida. Mas que bom seria se, como o mar, a cidade devolvesse tudo aquilo que o povo, motorizado ou não, joga fora de lugar.
E falando em babaquices motorizadas, outra coisa que me deixa possesso é ver alguém com o corpo para fora de um carro em movimento. Talvez porque já tenha feito uma idiotice parecida, com meus amigos, lá na transição para a maioridade, o que quase me custou a vida. Talvez porque isso seja só idiota mesmo, uma necessidade louca de aparecer e uma incapacidade crônica de pensar o impacto de nossas ações inconsequentes para as pessoas à nossa volta.
Presenciei a cena dantesca, abaixo, na avenida Sumaré:
O filho, empolgadíssimo, com metade do corpo para fora do teto solar, provavelmente apoiado pelo adulto (ir)responsável desceu a avenida sem ser incomodado. Um carro de polícia passou ao lado, olhou e nada fez. Se estivesse sem a cadeirinha obrigatória, teria levado uma multa. Mas como era só um garoto desafiando a Lei de Murphy, achando que era Leonardo Di Caprio, em Titanic, tudo bem.
O pobre motorista do carro em questão, como se vê, não deve ter dinheiro para levar o filho a um parque de diversão. Proponho, portanto, a campanha “Criança (no Teto Solar) Esperança”. Se ele entrar em contato com este blog e aceitar contar sua triste história, prometo dar dois ingressos para o Hopi Hari.
Tanto no caso da latinha, como no do garoto-voador, não me sai da cabeça o fato de que há gente que se sente invencível e dona do mundo quando entra nos seus carros (para quem se lembra, é a dicotomia Mr. Walker e Mr. Driver daquele antológico desenho animado que tem o Pateta como protagonista). Um lugar mágico onde todas as frustrações desaparecem e onde tudo é lindo e possível.
De um lado, campanhas e escolas tentam mostrar que as coisas não são bem assim. Do outro, propagandas reforçam a mensagem para vender mais carro, restando a nós uma vida de cada um por si e o sobrenatural por todos.
Ou como diria a Jeep, em sua bizarra campanha publicitária: “A cidade é uma selva. Seja um predador”.