SEJAM BEM VINDOS AO MEU BLOG, O OBJETIVO É FALAR DAS EXPERIÊNCIAS QUE TENHO AO LONGO DOS MEUS DIAS, AQUI SABERÃO UM POUCO DE MIM, DO QUE PENSO E DO QUE ACHO QUE SEI, BOA LEITURA E DIVERSÃO.

quarta-feira, 30 de novembro de 2016

AOS FÃS E OUVINTES DO BALADA BLACK:

BALADA BLACK - SOB MEDIDA PRA VOCÊ DANÇAR - Volume 44 - DOWNLOAD NO BLOG - >>> waguinhobsl.blogspot.com

ME SOLTA!!!!!


ET >>>>


SÓ PRA CONSTAR....


ESCLARECENDO....


CADÊ A JUSTIÇA ?????


BELA IMAGEM!!!!!


LEMBRANÇAS....


UM AMOR DE PAI....


E NA BLACK FRIDAY ....


DIDÁTICO:


IRONIA NIVEL MASTER >>>>


BRASIL, PÁTRIA EDUCADORA:


FASHION >>>>


AGENDE-SE:


TOMA!!!!!!!


E FOI ASSIM....


DÚVIDA CRUEL NIVEL MASTER >>>>


PENSAMENTO DE UM IMBECIL....


NA SÉRIE CONTRADIÇÕES >>>>


MENSAGEM SUBLIMINAR:


QUE ISSO FERA ?????!!!!!!


COMPARAÇÕES:


AGENDE-SE:


PARA REFLETIR:


VAI VENDO....


FICA A DICA....


EU TAMBÉM...


DONA ANÉSIA:


É DESSE JEITO!!!!!



NA SÉRIE - CONCLUSÕES:


OPS!!!!!!


AGENDE-SE:


POR MÁRIO MAGALHÃES >>>>

2016, o ano que nem deveria ter começado

Mário Magalhães

chap vale
Os destroços do avião, em foto reproduzida do Twitter

Caiu na Colômbia o avião que levava os guerreiros da Chapecoense em seu épico sul-americano.
E também os jornalistas que contariam a decisão.
Enquanto não divulgarem a lista de mortos, o melhor é torcer por mais sobreviventes do que o noticiário indica.
2016 não deveria nem ter começado.
Mais uma vez, ecoa neste ano o Renato Russo mais triste:
Hoje a tristeza não é passageira
Hoje fiquei com febre a tarde inteira
E quando chegar a noite
Cada estrela parecerá uma lágrima.
(O blog está no Facebook e no Twitter )

POR SAKAMOTO >>>>

Senado vai votar um golpe nos mais pobres, dizendo que é pelo bem da nação

Leonardo Sakamoto

Corrupção é uma desgraça. Usar a máquina pública em nome de ganhos particulares idem.
Cão alcança o mesmo nível de indignação do roubo de dinheiro público ou do tomaladacá, porém, as propostas técnicas cujos impactos não são tão facilmente compreendidos pela sociedade. Envernizadas por um discurso bonito, de que é preciso apertar o cinto em momentos de crise, elas acabam por serem aprovadas sem a mesma indignação. Só tempos depois, a massa perceberá que ela apertou o cinto sozinha, enquanto os mais ricos seguiram na fartura. Ou, às vezes, nem isso.
O Senado Federal deve votar, nesta terça (29), um desses exemplos: a proposta de emenda constitucional 55/2016, aprovada na Câmara dos Deputados sob o número 241/2016, que impõe um teto ao crescimento nos gastos públicos por 20 anos.
Com isso, o montante que o governo pode gastar será reajustado pela inflação do ano anterior, o que significa que os recursos para implantar novas ações serão limitados. Se a educação e a saúde públicas, que hoje contam com um piso de investimento, fossem exemplares, vá lá. Mas falta muito para alcançarmos a linha de dignidade.
Ao contrário dos contorcionismos, malabarismos e truques de mágica que o governo Temer faz com as palavras para que você acredite que nada vai acontecer, essa medida irá impactar os investimentos nessas áreas fundamentais, a partir de 2018 e pelas próximas duas décadas.
Atrelar o crescimento de gastos em educação e saúde à inflação tem um efeito cumulativo sentido ao longo do tempo. Talvez nem seja você a sentir a paulada, mas seus filhos e netos sentirão.
O aumento da destinação de recursos em educação e saúde tem ocorrido acima da inflação nas últimas décadas – em parte para responder às demandas sociais presentes na Carta Magna de 1988 e, consequentemente, tentar reduzir o imenso abismo social do país. Se o reajuste tivesse sido apenas pela inflação, o tamanho da oferta de serviços não cresceria, permanecendo tudo como estava.
Ninguém nega que o déficit público precisa ser equacionado e que soluções amargas devem ser propostas e discutidas. E todos terão que dar sua contribuição, ricos e pobres. Mas Michel Temer, seu porta-voz Henrique Meirelles e centenas de congressistas demonstram um carinho grande com o andar de cima ao propor uma medida que limitará gastos que mexem diretamente com a qualidade de vida dos mais pobres e evitam aplicar remédios amargos entre os mais ricos.
Falar de aumento de impostos aos mais ricos é um pecado horrendo nos dias de hoje. Propor a taxação de dividendos recebidos de empresas é crime. Defender a alteração na tabela do Imposto de Renda (criando novas alíquotas para cobrar mais de quem ganha mais e isentando a maior parte da classe média) é um aberração. Isso sem falar que discutir a regulamentação do imposto sobre grandes fortunas e o aumento na taxação de grandes heranças (seguindo o modelo norte-americano ou europeu) é passível de exílio.
Afinal de contas, debater formas de reduzir a desigualdade crônica sempre foi caso de linchamento ou empalamento em praça pública. Ou, pior: caso de polícia.
Essas medidas sozinhas não resolvem a bancarrota para a qual caminhamos por conta do governo Dilma, mas sinalizaria algo importante: que o país não é mais um lugar no qual os lucros são privatizados pelos mais ricos e os prejuízos são entregues aos mais pobres.
O governo ao invés de buscar medidas que amortecessem o sofrimentos dos mais pobres, que são os que mais sentem uma crise econômica, tenta preservar quem não precisa ser preservado.
Já escrevi tudo isso aqui por conta da votação na Câmara. Agora, retomo com a votação no Senado. Se fosse você, lembraria muito bem dos rostos e nomes dos senadores que votarem a favor da Proposta de Emenda Constitucional 55/2016, tal qual vocês também lembram dos políticos condenados por corrupção. E lembram de ministros que usaram o cargo para fazer pressão a fim de que o prédio em que compraram um apartamento (prédio esse que foi embargado pelo patrimônio histórico) possa ser liberado e construído.
Se tiverem a cara de pau de abrirem a boca para dizerem que defendem educação e saúde, mas também cultura, ciência e tecnologia, esporte… na campanha eleitoral de 2018, condene-os ao esquecimento.

POR LEANDRO KARNAL >>>>

A vida tem uma dimensão trágica. Filósofos tratam disto. Teólogos discorrem sobre o tema. Por que morrem pessoas no apogeu da juventude e do sucesso? Há os que indicam um plano superior. Outros, como eu, entendem que os fatos são aleatórios. Mesmo assim, todos sentimos a dor das famílias enlutadas. Desci do avião e vi as notícias da tragédia do time da Chapecoense. É o maior sinistro do esporte e do jornalismo do país. senti-me duramente atingido. Muito mais gente morre no trânsito mensalmente, mas o acidente desse tipo tem um poder impactante forte. Emocionou-me ver as cenas. A ordem do nosso mundo foi abalada. Estamos todos por um fio e é importante viver plenamente. Os que ficamos aprendemos com os que deixaram de existir: vamos viver de verdade, sem adiamentos, sem meio termo. A vida segue um pouco mais melancólica.

POR CARLOS EDUARDO ALVES >>>>

Coisas do Brasil: a cadeia pode ter ajudado Eduardo Cunha a descobrir uma profissão para ganhar a vida honestamente: as 21 perguntas que fez a Temer e que foram vetadas por Moro podem transformá-lo no grande pauteiro da imprensa brasileira. O bravo jornalismo investigativo vai seguir as dicas?

POR XICO SÁ³ >>>>

Mataram o jornalismo em nome do nada, 20 anos de arrocho fdp, zero utopia e 100% mediocridade de agendinha neoliberal sob comando do pmdb e da suposta tucanalha. Acorda , porra

POR XICO SÁ² >>>>

Como vc chama isso de vida se está sob a ditadura da obviedade sem utopia, entregue ao lead e sublead do nada consta ?

POR XICO SÁ >>>>

A gente não pode fingir q tá morto diante diante da história universal da infâmia

POR MÁRIO SÉRGIO CORTELLA >>>>

Perplexidade com tragédia é algo que nos amargura

Nossa tendência nessa hora é dizer que faz parte da vida, o que não significa que a gente queira aceitar. Nos recusamos que isso possa estar no nosso horizonte.


  • Código copiado!
Jogadores são muito jovens, se assemelham a alunos. Faz parte da escola da lida aprender a lidar com essas coisas, entendendo que só nossa capacidade de não ficar alheio a esse tipo de sofrimento e dor ainda demonstra nossa humanidade.

POR SÉRGIO VAZ >>>>

Os Sonhos são frágeis,
ao menor toque de realidade
podem se quebrar.

Sergio Vaz
Força #chape

EXTRAIDO DO FACE - IMPULSIVA:

Precisamos falar sobre empatia! Quando grandes tragédias acontecem, a comoção é igualmente grandiosa, e não há motivos para comparações de "o que é pior". Então, se você não quer mudar sua foto do perfil, sem problemas, mas respeitem a Chapecoense, respeitem as homenagens, o luto, o momento. E se você ainda acha tudo isso bobagem ou exagero: ponha as suas séries em dia, leia um livro ou apenas fique na sua, mas respeite.

POR JÉSSICA MOREIRA >>>>

E eu confesso que vivi pra ver, 'amigos' não aguentando o peso da minha felicidade sobre a derrota deles - mesmo eu estendendo as mãos em todas elas. Tive que evitar gritar e comemorar com uns e outros e sabe o que eu aprendi com isso tudo? Não que não devemos gritar nossa felicidade por causa do tal sono leve da inveja, mas que não devemos gritar com e pra elas. A sua voz será escutada ou reproduzida de qualquer jeito, mas a negatividade não chega perto de quem tá brilhando, e apesar da sua felicidade ser irradiada por aí, da pra se blindar de coisas boas. Porque as pessoas não se contentam em botar pra fora o pessimismo que existem nelas, mas ouvindo parte da sua vida, elas acreditam que ouviram tudo. E mesmo sabendo pouco, elas insistem em falar muito. Jéssica Moreira

DA SÉRIE - VICIADOS:


VAI QUE COLA....


DA SÉRIE - LEVANDO AO PÉ DA LETRA:


CRIATIVIDADE:


PAPO RETO:


DA SÉRIE - FAZ SENTIDO:


AVISO DADO:


LEVANDO NA ESPORTIVA....


AGENDE-SE:


AOS FÃS E OUVINTES DO BALADA BLACK:

BALADA BLACK - SOB MEDIDA PRA VOCÊ DANÇAR - Volume 44 - DOWNLOAD NO BLOG - >>> waguinhobsl.blogspot.com

BOA PERGUNTA:

VOCÊ CONFIA NA BANCADA EVANGÉLICA?

EM MENTIRAS DESLAVADAS....

EU NÃO COMPRO VOTOS

NA SÉRIE MODINHA:

1 mês pro ano acabar, lembra de um momento bom comigo ? Coloca aqui.

NA SÉRIE CONTRADIÇÕES >>>>

1 - NÃO FALA e NEM TEM MORAL COM NINGUÉM, MAS MESMO ASSIM, ENVOLVE AS PESSOAS EM SEUS PROBLEMAS.
2 - DEFENDE INTERVENÇÃO MILITAR, MAS NÃO QUER MORAR NA FAVELA ONDE O REGIME JÁ IMPERA.
3 - POSTA FRASES DO RACIONAIS, MAS FALA BEM FEITO PRA QUEM MORRE NA ETERNA GUERRA TRÁFICO e POLICIA

NA SÉRIE - CONCLUSÕES:

PELO QUE SE VIU NA ESPLANADA, ESTAMOS DE VOLTA A 1964

DESCONFIE...

DESCONFIE DE QUEM BRINCA COM TRAGÉDIA.

EU IA...

EU IA GRAVAR, MAS ISSO SÓ VALE PRA DILMA.

FRASE DO DIA:

UM CORAÇÃO VAZIO SEMPRE PRECISA DE ALGUÉM

TAMBÉM ACHO...


E FOI ASSIM....


FUSCA >>>>


POR FAVOR!!!!!


ABRINDO OS TRABALHOS...


JAQUELINE & SHEILA >>>>


CARROS: